domingo, 2 de outubro de 2016

Resenha: Isla e o Final Feliz

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito.
.
Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias, envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.
.
Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora, Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais.
.
Stephanie Perkins é autora best-seller do The New York Times. Isla e o final feliz foi considerado pela Amazon um dos melhores livros de 2014 na categoria Teen & Young Adults.
.
O que eu achei?
.
Depois de quase um mês, finalmente consigo concluir a trilogia criada por Stephanie Perkins. Sim, levei um mês para ler todo o terceiro volume, mas de forma alguma posso dizer que isto traduz a minha relação com o livro no momento - depois de finalizar a história de Isla e Josh.
.


Quero dizer, se fosse apenas pelo começo, com certeza poderia dizer que odiei este livro. A narrativa da autora estava estranha, nada característica e quase infantil. E isto refletia diretamente na personagem título. No último ano do ensino médio, Isla parecia mais ter 12 anos do que 17. Sem falar que a sua paixão por Josh parecia mais uma obsessão do outra coisa.
.
E este sentimento ficou ainda mais forte quando de fato os dois começaram a se envolver e a sair junto. Ao mesmo tempo que a relação do casal parecia acontecer rápido demais (e da forma mais errada possível) eu também sentia que NADA acontecia no livro. Não vou mentir, várias vezes pensei em abandonar a leitura. Tanto que várias outras passaram na frente. Entretanto, fico feliz de não ter feito isto. Pois, ao chegar na metade, tudo mudou.
.
Para ser mais exato, a partir da página 163.
.
Foi nesta parte que finalmente existiu uma quebra na história, e foi aí que não consegui largar o livro. Isla enfim começou a parecer ter a idade que tinha - e sua história pessoal e com Josh ganha corpo, direções e questionamentos. As coisas deixam de parecer um conto de fadas infantiloide, e isto me fez conectar com a trama. 
.
Eu ri, e chorei e entendi as inseguranças de Isla e a personagem começou a de fato fazer todas as perguntas certas sobre si mesma e sobre ela e Josh. Neste ponto, não consegui largar as páginas e só parei ao chegar ao ponto final.
.
Agora, estou aqui, completamente divido. Queria dar uma nota alta, mas considerando a primeira metade, isto não seria justo. Sim, minhas expectativas eram altas... Queria que o livro se parecesse menos com Anna e lembrasse mais Lola - e, no fim, não foi nenhum dos dois. No fim, Isla seguiu o próprio caminho. E isto foi doce e amargo.
.
.
Sobre a autora:
.
Stephanie Perkins sempre trabalhou com livros - primeiro como vendedora, depois como bibliotecária e agora como romancista. Adora café moca, contos de fadas, música alta, caminhadas na vizinhança, chá de jasmim e tirar sonecas à tarde. E beijar. Stephanie e seu marido moram nas montanhas do norte da Califórnia.
.
TÍTULO: Isla e o Final Feliz
TÍTULO ORIGINAL: Isla and the Happily Ever After
ORGANIZADOR(A):  Stephanie Perkins
EDITORA: Intrínseca
PÁGINAS: 304
NOTA: 3,5 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...