terça-feira, 11 de outubro de 2016

Resenha: Diário de uma Princesa Improvável

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
A série que encantou milhões de adolescentes ao redor do mundo continua por meio dos diários de Olivia, a irmã da Princesa Mia. Olivia Grace Clarisse Mignonette Harrison é completamente normal. A única coisa que não é normal nela é seu nome (muito comprido e meio principesco), sua habilidade para desenhar animais (algo muito útil para sua futura carreira como ilustradora da vida selvagem) e o fato de ser quase órfã, pois não conhece o pai e depois que a mãe faleceu se vê forçada a viver com a tia e o tio (que quase a tratam como se ela fosse da família). 
.
Até que num dia que tinha tudo para ser como os outros — totalmente normal — as coisas parecem sair do controle: a menina mais popular da escola ameaça bater em Olivia, o diretor ameaça lhe tirar um ponto e... uma limusine com a princesa da Genovia, Mia Thermopolis, surge do nada. A menina na verdade é uma princesa, meia-irmã de Mia, e finalmente poderá conhecer o pai, a avó, a Genovia, para então perceber que todos somos mais especiais que pensamos.
.
O que eu achei?
.
Não sei se posso ser considerado "a pessoa mais sensível do mundo", mas - de fato - estou extremamente emocional neste exato momento. Esta é a primeira vez que tenho contato com um livro infanto juvenil da Meg Cabot e estou tomado por um misto de orgulho de fã e encanto... Pois, sim, este volume definitivamente foi um acerto na carreira da autora.
.Conhecer Olivia Grace foi incrível. Esta menina, com apenas 12 anos de idade, consegue ter uma visão do mundo mais apurada do que muita gente da minha idade - e sem dúvidas ela demonstrou ser muito mais madura do que a princesa Mia aos quinze anos. Sem falar na questão da representatividade que é a existência dela em si: uma menina negra que descobre que é uma princesa.
.
Vou confessar que, mesmo amando a ideia desde o começo, eu tive um certo receio de que a Meg cometesse alguma bola fora com relação ao tema - e, para minha alegria, isto não acontece. Para falar a verdade, ela demonstrou um tato perfeito que foi muito bem executado no momento da "transformação do visual", por exemplo, que teve um tom muito mais de aceitação de como a personagem é (bem distante da radicalização que Mia sofreu nas mãos da avó, dezesseis anos atrás).
.
Eu poderia ter terminado este livro em uma sentada, mas deliberadamente me arrastei pelas páginas. Pois, além de reencontrar os personagens de O Diário da Princesa e vermos vários momentos do livro 11 sob a perspectiva de Olivia, o livro vai muito além do que um simples "revival" de uma série popular. Ele conta a história de uma menina querendo encontrar o seu lugar no mundo... E, devo dizer, eu adorei acompanhar está busca junto com ela.
.
     
.
Sobre a Autora:
.
Meggin Patricia Cabot, mais conhecida pela abreviação Meg Cabot ou Patricia Cabot ou pelo seu pseudônimo Jenny Carroll (Bloomington, 1 de fevereiro de 1967), é uma escritora estadunidense. 
.
É mundialmente famosa por ser autora de mais de 60 livros, dentre os quais seu maior bestseller é a série de dez volumes O Diário da Princesa. Atualmente Meg vive com seu marido e sua gata de um olho só chamada Henrietta em Nova Iorque.
.
Quando jovem, Meg passava horas a fio lendo as obras completas de Jane Austen, Judy Blume e Barbara Cartland. Munida com seu diploma de graduação em Artes na Universidade de Indiana, Meg se mudou para Nova Iorque, com a intenção de seguir uma carreira de ilustradora autônoma. A ilustração, entretanto, logo cedeu lugar à verdadeira paixão de Meg - a composição literária.
.
TÍTULO: Diário de uma Princesa Improvável
SÉRIE: Diário de uma Princesa Improvável
TÍTULO ORIGINAL: From The Notebooks of a Middle grade Princess
PÁGINAS: 208
AUTOR(A): Meg Cabot
EDITORA: Galera
NOTA: 5 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...