sábado, 19 de dezembro de 2015

Resenha: A Luva de Cobre [Magisterium #2]

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
As férias de verão de Callum Hunt não são como as das outras crianças. Seu melhor amigo é Devastação, um lobo Dominado pelo Caos. O pai, Alastair, acredita que existe algo de muito errado com ele. E, claro, a maioria dos garotos não retorna ao mundo mágico do Magisterium depois da folga.
.
A vida parece complicada para o Aprendiz de mago, e as coisas estão prestes a se tornar ainda piores. Depois de uma terrível briga com o pai, Callum foge de casa e retorna ao Magisterium - apenas para descobrir que o Alkahest - uma luva de cobre capaz de arrancar a magia de uma pessoa, destruindo-a completamente - foi roubado. Com a ajuda dos amigos Aaron e Tamara, além do ambíguo Jasper, ele embarca em uma missão para encontrar o culpado.
.
O grupo acaba despertando o interesse de inimigos perigosos, e à medida que se aproximam de uma verdade ainda mais perigosa, Elementais de todos os tipos surgem no caminho dos garotos - tentando impedi-los de encontrar o ladrão, que Callum acredita ser alguém ligado a ele. Agora o garoto precisa proteger os amigos, impedir que o Alkahest seja usado de forma errada e resguardar quem mais ama da fúria do Magisterium.
.
O que eu achei?
.
Quando li "O Desafio de Ferro", no final do ano passado, eu sabia que Holly Black e Cassandra Clare poderiam seguir diversos caminhos a partir do cliffhanger deixado no final do primeiro volume... Apesar do primeiro ser bastante introdutório, e com isso, a narrativa ser um tanto lenta (se levarmos em consideração que a série é voltada para o público Infanto-Juvenil), todas as portas que foram abertas com as revelações feitas ao protagonista Callum Hunt me deixavam bastante empolgado para tudo o que poderia vir a partir daquele ponto. Por isso, quando o livro foi lançado por aqui, desta vez pela Galera Junior, eu tive que solicitar para a leitura.
.

Antes de mais nada, eu preciso parabenizar a editora por manter o padrão apresentado no primeiro volume, que foi lançado por aqui pela Novo Conceito. Eles continuaram seguindo o padrão das capas americanas da série, junto com a diagramação interna (com as ilustrações no começo de cada capítulo) e até o alinhamento da lombada é o mesmo - o que não cria discrepância nenhuma na estante. Isto mostra um profissionalismo incrível, e acima de tudo, respeito com o leitor que já possui a primeira edição. Então, sim, isto merece ser digno de nota e merece ser cumprimentado por isto. Quanto ao conteúdo do livro, eu já devo dizer que - mesmo tendo altas expectativas com relação à ele - ainda sim conseguiu me surpreender.
.
A começar pela narrativa. Como disse no começo, "O Desafio de Ferro" - por ser a introdução da série e do universo fantástico ao qual as histórias se passariam - foi um tanto quanto cansativo. Lembro que levei praticamente uma semana para ler o primeiro volume, mesmo gostando bastante da história. Isto simplesmente não aconteceu com "A Luva de Cobre". Para minha alegria, a trama já começa ligada aos 220 volts - desde o primeiro capítulo - e não deixa a peteca cair nem por um minuto. Holly e Cassandra me prendiam a cada virada de página, e isto fez com que eu simplesmente devorasse 1/3 do romance em apenas uma manhã de sábado.
.
Tudo bem, é claro que este volume tem a grande vantagem de apenas continuar a história exatamente do ponto em que paramos anteriormente. Isto eu já esperava! O que eu não esperava era que elas fossem trabalhar tão bem com ele, e isto foi uma deliciosa surpresa! Mesmo sendo um infanto-juvenil, as autoras nos apresenta um Callum que precisa enfrentar os seus demônios interiores, em uma história mais sombria e dinâmica que a anterior. As semelhanças com Harry Potter ficam para trás, e o universo das autoras ganha cores mais orgânicas - o que deu uma identidade muito maior para a trama. Toda a condução estrutural da narrativa segue caminhos bem diferentes do primeiro, e temos a oportunidade de conhecermos alguns novos lugares deste universo fantástico.
.
Repleto de reviravoltas, e momentos de tensão, "A Luva de Cobre" nos leva para um ponto totalmente novo na história. O protagonista tem uma carga difícil de se carregar, e isto é mais do que explícito. Levando em conta a idade do personagem, eu fiquei com pena da barra que o Callum precisou enfrentar do começo ao fim. Sinceramente, na idade dele, acho que simplesmente teria jogado tudo para o alto e fugido. Mas ele não o faz. Ele fica, e enfrenta o que tem que enfrentar. Ele precisa lidar com a novo dinâmica com o pai, precisa saber se vai confiar ou não nos amigos, entre outras coisas. Com o decorrer da história, tudo que era muito preto e muito branco começa a se condensar, a se tornar cinza. O leitor desconfia dos bandidos e dos mocinhos, e isto é uma carta na manga que realmente não imaginava que a dupla de autoras fosse utilizar tão cedo.
.
Outro ponto positivo deste volume é a forma como Holly e Clare resolveram concluir a história. O final é simplesmente ambíguo! É claro que é apresentando para o leitor o verdadeiro desfecho e o "falso clímax". Mas isto cria mais especulações do que pode estar por vir... E já consigo ter vislumbres de mais plot twists que as duas estão preparando. Enfim, "Luva de Cobre" verdadeiramente me surpreendeu. Mesmo sendo infanto-juvenil, as autoras não tiveram medo de não serem paternalistas, e isto rende algumas cenas bem chocantes (se levarmos em conta o público alvo). Diante das possibilidades do que pode acontecer, minha cabeça simplesmente ferve só de imaginar. A única coisa que eu tenho certeza é de que não sei se o meu corpo está preparado para as surpresas que elas podem estar escondendo para o terceiro volume da saga Magisterium. Mas, sem sombra de dúvidas, eu necessito ler este livro!
.
.
Sobre as autoras:
.
Holly Black é a autora best-seller de romances de fantasia contemporânea para adolescentes e crianças. Seu primeiro livro, Tithe: Fadas Ousadas e Modernas, foi publicado em 2002 pela Simon & Schuster. Tithe era chamado de "escuro, nervoso, lindamente escrito e compulsivo de ler" pela Booklist, recebeu críticas aclamadas da Publisher's Weekly e Kirkus, e foi incluída nos melhores livros da Associação Americana de Bibliotecas para Jovens Adultos.
.
Cassandra Clare nasceu em uma família americana no Teerã, Irã e passou grande parte de sua infância viajando pelo mundo com sua família, incluindo uma caminhada pelo Himalaia quando criança, que foi quando ela passou um mês vivendo na mochila de seu pai. Antes dos seus dez anos de idade ela morou na França, Inglaterra e Suíça. O fato de que sua família se mudava muito, ela encontrou familiaridade nos livros e estava sempre com um livro debaixo do braço. Ela passou seus anos de escola em Los Angeles, onde ela costumava escrever histórias para divertir seus colegas, incluindo um romance épico chamado "The Beautiful Cassandra", baseado na homônima história de Jane Austen.
.
TÍTULO: A Luva de Cobre
TÍTULO ORIGINAL: The Cooper Gauntlet
SÉRIE: Magisterium
PÁGINAS: 304
AUTOR(A): Holly Black & Cassandra Clare
EDITORA: Galera Junior
NOTA: 4 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...