quarta-feira, 8 de abril de 2015

Resenha: O Amor Está no Quarto Ao Lado

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Jeniffer é uma jovem estudante que perde o padrasto em um acidente de serviço militar. Antes de morrer, este lhe confia aos cuidados do capitão Ruan - seu superior. Para cumprir a promessa, Juan convida a garota para dividir uma casa com ele. E, mesmo com as diferenças de idade e de personalidade, o amor que nasce entre eles é arrebatador e mexe com os corações. Os dois mal percebem que não precisam ir tão longe para serem felizes. Porque o amor pode estar bem ali, no quarto ao lado.
.
Porém, não será nada fácil para Ruan e Jennifer ficarem juntos. Eles precisaram enfrentar o passado que ambos possuem, segredos obscuros que o militar esconde, além dos problemas do pai de Jeni com agiotas e pessoas mais do que dispostas a separem o casal. 
.
O que eu achei?
.
Eu não sei como cheguei a "O Amor está no Quarto ao Lado". Não me lembro se vi um comentário no Facebook, ou se foi através de uma resenha em algum blog por aí, mas a questão é que eu conheci o livro totalmente por acaso. Vi a sinopse, achei interessante o fato de ser um militar muito mais velho que acaba se apaixonando por uma garota saindo da adolescência, e coloquei na minha lista (eterna) de "Leituras Futuras". E acreditem em mim, do meu ponto de interesse ao momento de ler mesmo, levou um longo tempo. Então, quando eu finalmente peguei ele, não acho que as minhas expectativas estavam altas. Muito pelo contrário, eu só queria que a história fosse bonitinha e me entretece. Até certo ponto, ela o fez. Mas, durante a leitura, vários detalhes acabaram criando ruídos de descontentamento entre a história e eu como leitor, e isto acabou embaçando um pouco qualquer sentimento positivo que poderia criar com o livro.
.
Para o começo de conversa, temos a narrativa da autora. Sim, ela é fluída, eu não nego. E sim, ela soube dar vozes diferentes para a Jeni e Ruan, os dois protagonistas de "O Amor está no Quarto ao Lado". Entretanto, tinham momentos em que os personagens começavam a divagar sobre o amor, a vida e sobre o outro que quebravam completamente o ritmo de leitura. Algumas vezes, os discursos me pareciam tão piegas e/ou forçado, que eu acabava revirando os olhos... E olha que sou uma pessoa que não liga se alguns romances são enjoativamente doces ou não.
.
Outro ponto que acabou me irritando um pouco (para não dizer "muito") foi a quantidade de reviravoltas que o livro traz. Tudo o que você pode imaginar acontecer, vai acontecer na vida de Jeni e Ruan - seja diretamente ou indiretamente. Teve personagem se passando por outra pessoa, segredos de família, tentativa de assalto, sequestro, barraco em festa, barraco particular, coma... Enfim, todos os clichês dramáticos possíveis. No começo, eu acabava relevando, mas depois de um tempo não conseguia mais. Eu só pensava, "meu Deus, estes dois precisam de um Exorcismo, pois isto já é espiritual!". Foram tantas as mudanças de rumo, que a história acabou perdendo a verossimilhança e ganhando ares novelesco. Mexicano, ainda por cima.
.
E isto acabou tirando o meu pique pela leitura. Quando cheguei ao final, já havia acontecido TANTA coisa que - mesmo faltando apenas uns quatro capítulos para finalizar o livro - eu pensei seriamente em abandonar ele. A história acabou me cansando, pois não tinha tempo para respirar. Sei que isto pode parecer algo bom, mas a questão é que não sentia que havia um desenvolvimento fora os "pontos de referências". Não tinham pausas de calmaria. As que aconteciam, simplesmente sumiam no meio da temporada de tempestades emocionais.
.
Enfim, olhando em retrospecto, "O Amor Está no Quarto ao Lado" tinha tudo para ser um livro que me cativasse, mas senti que a autora pesou a mão na hora de contar a sua história. A sinopse é interessante, o casal tem química - o que, para mim, é muito importante - e a ambientação militar é bastante crível (O que deve ser uma influência direta do fato da autora ser esposa de um militar). Mas o clima dramático demais, onde só vamos levados a extremos, acabou me afastando da trama. Sei que muita gente vai gostar deste estilo "novelão da Globo", mas comigo não funcionou. Neste caso, o volume se enquadra perfeitamente na expressão "menos é mais". E se autora tivesse dosado um pouco a dose no que Jeni e Ruan teriam que passar, acho que o romance teria sido incrível. E crível.
.
.
Sobre a autora:
.
Li Mendi é jornalista e publicitária formada pela UFRJ e é escritora queridinha na internet. Há doze anos, escreve novelas e, desde 2006, publica seus romances na internet em formato de blogs, que atualiza diariamente. Hoje, tem uma legião de fãs e mais de dez livros online finalizados, disponíveis para download em seu portal limendi.com.br. Ela  acabou de concluir o seu MBA, trabalha como publicitária numa empresa de comunicações e escreve todas as noites ao chegar em casa um novo capítulo do livro. Durante o dia, procura responder, pelo Iphone, as mensagens dos fãs no facebook e twitter. Sua relação de troca com os leitores de seus blogs torna os livros uma construção colaborativa.
.
TÍTULO: O Amor está no Quarto ao Lado
AUTORA: Li Mendi
EDITORA: Independente
PÁGINAS: 292
NOTA: 2,5 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...