quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Resenha: Superhero

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Não é fácil para um jovem artista gay como Jordan Carson crescer em Jefferson, Wisconsin, onde todo e qualquer um no Ensino Médio parece unicamente se preocupar com os times esportivos. Mas Jordan teve sorte. Ele encontrou Owen Nelson na segunda série, e eles têm sido grandes amigos desde então. Owen é um cara grande, bonito, loiro e campeão de wrestler da sua escola. Ninguém mexe com Owen, ou com alguém próximo a ele, e acima da opinião popular, mantém Jordan como seu braço direito, mesmo depois de Jordan se assumir para a escola.
.
A amizade sobrevive, mas o pior inimigo do Jordam pode ser ele mesmo: o rapaz não consegue superar o fato de que é terrívelmente apaixonado por Owen, um caso que é completamente sem esperanças. Owen não vai deixar nada nem ninguém levar a sua amizade com Jordan embora, mas ele nunca contou com Jordan correndo para encontrar sua própria vida - longe dele. Então, Owen terá que enfrentar a natureza de seu relacionamento (e dele mesmo) se quiser impedir de verdade que Jordan vá embora e permaneça ao seu lado.
.
O que eu achei?
.
"Superhero" é o primeiro livro com a temática LGBT que eu leio em 2015, e depois do ter tido contato com histórias entre medianas e traumaticamente ruins no ano passado (ok, foram só duas, mas que se enquadram no ponto), eu confesso que esta foi uma agradável surpresa. Tipo, de verdade. Eu realmente não conhecia o volume, e acabei o encontrando completamente por acaso na Amazon (tudo por culpa da minha obsessão em ficar caçando capas Vergonha Alheia no site... Mas eu não acho esta capa feia; ela só estava linkada em uma das minhas descobertas). Geralmente, eu sempre fico com o pé atrás quando o livro é muito recomendado por lá, mas ao ler alguns comentários positivos e entusiastas, eu resolvi apostar.
.
O volume basicamente conta a história de uma dupla de amigos desde sempre, um rapaz gay e outro hetéro. Os dois se conhecem no primário, e não se desgrudam desde então - mesmo o Owen sendo um campeão lutador greco-romano e Jordan um sonhador aspirante a ilustrador. Apesar das diferenças, tanto Owen quanto Jordan sabem que a amizade é verdadeira - chegando a criar uma popular história em quadrinhos que postam no Tumblr, com seus alter-egos Pin Man e Pencil Boy. As coisas poderiam ser perfeitas se não fosse por um único problema: Jordan se apaixonou por Owen. E mesmo sabendo que este sentimento está fadado ao fracasso.
.
Narrado em primeira pessoa pelos dois protagonistas, a autora Eli Jordan me convenceu tanto com a sua escrita fluída e direta e cheia de maneirismos masculinos que eu só fui descobrir que o livro tinha sido escrito por uma mulher ao chegar no final dele e ler a sua biografia. Todos os dilemas, e pensamentos e humores da dupla são críveis a adolescentes da idade dos dois - e eu acreditei cem por cento neles. Ao mesmo tempo em que ela trata de forma muito simples, você percebe a complexidade do relacionamento dos dois - o que deixou tudo mais real. O livro é dividido em partes, e conta a história desde que Owen e Jordan se conhecem, até chegar ao Ensino Médio - o foco principal da trama. E mesmo sendo um Mature Young Adult, ele contém algumas cenas bem explícitas - mas nada que pareça gratuito no contexto (ou simplesmente constrangedor, como foi o cado de "Terceiro Travesseiro").
.
Mas talvez, o que tenha me conquistado mesmo foi a variações de emoções que "Superhero" me passou, e em nenhum momento soando forçado ou pretensioso. Ele tem situações divertidas, e introspectivas, e aflitivas e doces e um tanto melancólicas. Enfim, não havia outra nota para dar a "Superhero" além de cinco estrelas. Pois ele é aquele tipo de livro que eu adoro: Que sabe a hora certa de me fazer rir e a hora certa para que eu fique tenso. E apesar de ter menos de 140 páginas, tudo o que ele conta está lá na medidade certa. Sem sombra de dúvidas, um trabalho em que Eli Jordan conseguiu dar profundidade aos seus personagens - não fazendo drama de mais com as coisas, mas também não tratando assuntos sérios sem a seriedade necessária. Super recomendado.
.
.
Sobre a autora:
.
Tendo sido, em vários momentos e com diferentes nomes, filha de um ministro, uma programadora de computador, autora de mistérios paranormais, uma designer de jogos, uma agricultora orgânico, uma excursionista, e uma apreciadora do sono profundo, Eli está feliz de embarcar em sua nova encarnação: como uma autora de romances entre garotos.
.
Como uma leitora viciada, ela sintila quando um autor consegue combinar mérito literário, vastas quantidades de humor, muita gostosura e troca de olhares doces em uma história. Ela promete se esforçar para alcançar isto a maior parte do tempo. Ela atualmente mora em uma fazenda na Pensilvânia, com o marido, três buldogues, três vacas e seis galinhas. Todos eles (exceto o marido) são do sexo feminino, portanto, ista explica todos os caras que fixaram residência em seu mais recentes escritos de ficção.
.
TÍTULO: Superhero
PÁGINAS: 136
AUTOR(A): Eli Easton
EDITORA: Dreamspinner Press
NOTA: 5 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...