terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Resenha: A Revelação do Súcubo [Série Súcubo #6]

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Georgina Kincaid tem uma eternidade para descobrir sobre o sexo oposto, mas algumas vezes eles ainda a surpreendem. 
.
Veja Seth Mortensen. O homem arriscou sua alma para se tornar namorado de Georgina. Ainda assim, com Lucifer como patrão, Georgina não pode apenas pendurar seus saltos assassinos e sossegar na felicidade doméstica. De fato, ela está sendo forçada a transferir suas operações... para Las Vegas. 
.
A Cidade do Pecado é um show de sonho para uma súcubo, mas os aliados de Georgina são suspeitos. 
.
Por que os tão-poderosos estão tão ansiosos em afastá-la de Seattle - e de Seth? Georgina é um dos bens mais valiosos do Inferno, mas se existe alguma forma de sair desse negócio de succubus ela planeja conseguir - não importa quantos atropelamentos ela vai deixar para trás. Ela espera apenas que as casualidades não incluam um homem pelo qual ela está arriscando tudo...
O que eu achei?
.
"A Revelação do Súcubo" é a primeira finalização de série que faço em 2015... E, sendo bem sincero, acho que não estava preparado para isto. Venho acompanhando as aventuras (e desventuras) da Georgina Kincaid desde 2010, e completar este ciclo me tirou um pouco do eixo. Não só por todo o simbolismo por detrás do fechamento da história, mas pela forma agridoce com que a história deste sexto volume é narrada (e, por que não dizer, finalizada). Sei que posso estar sendo extremamente piegas, e sentimentaloide, e um tanto dramático, mas é por uma simples razão: Estou sentindo a despedida de uma das minhas sagas favoritas de todos os tempos. E dos personagens incríveis presentes nela. 
.
Falar sobre o livro em si vai ser bem difícil... Pois ele é não só uma continuação, como tem o DESFECHO de tudo. Então, qualquer "A" a mais que eu soltar por aqui pode ser considerado um spoiler - então vou tentar ser o mais conciso possível, me apoiando mais aos meus sentimentos com relação a trama. E, nesta história, a Richelle Mead traz todas as respostas para as perguntas que foram implantadas no decorrer dos cinco livros, mas confesso que já tinha adivinhado muitas delas anteriormente - pois, sendo bem sincero, acho que desconfiava de várias coisas desde o primeiro livro. Mas, apesar disto, acho que este foi um dos meus títulos favoritos da série. Ao contrário dos volumes anteriores, eu li "A Revelação do Súcubo" bem devagar - adiando o fim inevitável até não poder mais. Só que isto não adiantou muito, pois cada parágrafo, cada capítulo desta sexta parte transpira despedida e conclusão.
.

Se eu pudesse ditar um clima para "Revelação", eu diria que ele é um tanto melancólico. Pois, apesar de ter vários momentos divertidos e o tom ácido da narrativa da Richelle se manter, eu me emocionava com pequenas coisas - e com grandes também. O anjo Carter é uma presença constante no final, e ele protagoniza várias das cenas mais emblemáticas da narrativa - o que já posso adiantar que a autora conseguiu fazer com que eu ficasse mais fã do personagem do que eu já era. E eu já achava ele o cara antes de tudo isto! Outro personagem que acho que merece uma citação mais do que honrosa é o Roman... Mas não quero falar muito sobre ele. Apenas leiam. E entendam. O que eu posso dizer é que, se fosse para me basear apenas em "A Canção do Súcubo", eu NUNCA poderia esperar algo tão grandioso (e verdadeiramente nobre. E incrível) vindo dele. Mas veio, e eu realmente não quero falar sobre isto.
.
Enfim... Neste livro, conhecemos quem são os verdadeiros amigos da Georgina, a sua verdadeira personalidade, até onde o Inferno pode ser ardiloso e o quão poderosa é a sua relação com o Seth. E por falar nele, apesar de eu ter me decepcionado bastante com ele como personagem no decorrer da série, eu aceitei o final que a autora deu para ele - apesar dele não ter reconquistado completamente o meu perdão, nem recuperado a minha pela simpatia que nutria por ele nos dois primeiros livros. Mas, mesmo assim, "A Revelação do Súcubo" foi um livro incrível, que - como o Leandro do "4º Leitor" diria - fez até brotar uma lágrima. Não uma. Ou duas. Mas várias vezes. Pois eu sou piegas deste jeito... Apenas me aceitem desta maneira, ainda baqueado pela despedida desta personagem incrível e de uma das melhores séries da Richelle Mead.
.
.
Sobre a autora:
.
Richelle Mead é uma leitora voraz, fascinada por mitologia e folclore - reconhecida tanto pelo público como pela crítica na área da fantasia urbana para adultos. Autora da série bestseller Academia de Vampiros, com fãs pelo mundo todo, e que ja ganhou honras da American Library Association.
.
TÍTULO: A Revelação do Súcubo
TÍTULO ORIGINAL: Succubus Revelead
SÉRIE: Georgina Kincaid
PÁGINAS: 240
AUTOR(A): Richelle Mead
EDITORA: Essência
NOTA: 5 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...