segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Resenha: Misbehaving [Sea Breeze #6]

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Neste sexto volume da irresistível série Sea Breeze, da autora Best Seller do New York Times Abbi Glines, Jason está cansado de viver à sombra de seu irmão ‘estrela do rock’. Então, quando ele navega de folga para Sea Breeze, Alabama, ele está olhando para uma fuga muito merecida e uma oportunidade de relaxar um pouco do sentimento constante de inveja. Se apaixonar por Jess, a Bag Gilr da cidade, definitivamente, não era o plano. 
.
Mas enquanto o novo par goza algum divertimento impertinente ao sol do Alabama, Jason descobre que, apesar de Jax ser o músico da família, ele não é o único irmão que pode balançar o mundo de alguém.
.
O que eu achei?
.
Bom, era para eu ter feito um "Diário de Bordo" para esta minha leitura de Misbehaving, assim como fiz com os dois últimos livros que eu li... Mas a questão é: Eu meio que, por acaso, descobri que sou fã da Abbi Glines. Pode parecer algo meio idiota de se pensar, considerando que este é o 13º volume que eu leio da autora. Mas eu só me dei conta agora de, quando não sei para onde ir, ela vai sempre ser uma espécie de "Porto Seguro" para mim - assim como a Meg Cabot é (posto este que nunca vai ser substituído, preciso acrescentar aqui). E sei que eles não são as coisas mais incríveis do mundo, mas a Abbi parece que tem o dom de não me prender nas histórias mais simples, ou clihês, mas que me fazem torcer pelos seus personagens. Enfim, acho que é ESTA a questão de tudo. Pois todos os livros dela, não importa quais, vão ser lidos de uma vez - não ligando para hora de dormir, de comer, ir no banheiro e etc. O que significa que não foi diferente com o sexto volume da série "Sea Breeze" - e isto não foi uma surpresa.
.


A surpresa talvez seja o fato de eu ter gostado TANTO da protagonista Jess. Quero dizer, ela já havia nos sido apresentada anteriormente em outros volumes da série, mas - devido ao seu comportamento "vaca destruidora de lares" - nunca me simpatizei muito com a personagem. O que mudou completamente com "Misbehaving". Pois finalmente conhecemos as razões da garota agir da forma inconsequentemente pela qual era conhecida, finalmente podemos ver quão difícil é sua vida, e então percebemos que ela é bem mais do que aparenta ser. Até por que, de todas as personagens com vidas ferradas que a Abbi Glines tem o dom de criar, Jess é uma que fica nas cabeças. E o seu temperamento arredio, a casca de segurança que ela cria para si mesma, o fato dela lutar contra todas as forças invisíveis que parecem exercer uma força esmagadora em sua vida, e não ter vergonha da profissão da mãe (que é uma Stripper, só para deixar claro)... Bom, isto me fez criar um laço com ela. E, sim, para mim Jess é uma das melhores protagonistas femininas que a autora criou.
.
Já o mesmo não posso dizer de Jason Stone. Apesar de ser irmão do rockstar (inesperadamente tranquilo) Jax, de Breathe, ele em si é um cara extremamente... Mimado. Eu percebi que a autora tentou não demonstrar isto (colocando ele como um "insatisfeito" pela vida que sua mãe escolheu para ele), mas com todas as ações do cara, foi isto o que senti. E o mais engraçado de tudo, é que eu esperava gostar dele. Pois, desde o primeiro livro, ele sempre me pareceu ser ''um bom rapaz'' aos meus olhos. Um cara respeitador e tranquilo. O que, pelo início de Misbehaving, ele realmente parecia ser. Mas, ao conhecê-lo de verdade, só achei ele um covarde que não sabe o que quer da vida. Ele, ao ver todas as inseguranças de Jess com relação ao o que as pessoas (principalmente os homens) esperam dela, ao invés de ser diferente... Na primeira oportunidade, age igual a todos os outros. Quiçá pior. Por incrível que pareça, ele foi o único personagem masculino (até agora) que conseguiu rivalizar com o Rush (de "Paixão sem Limites") em questão de antipatia. E quem me conhece sabe o quanto eu NÃO gosto do Rush. Mas isto me faz enxergar um paralelo: Os dois são do tipo que pedem perdão por um erro e cometem O MESMO erro logo em seguida.
.
Entretando, mesmo sendo um livro cujo um dos protagonistas é o Jason, eu achei "Misbehaving" um dos melhores volumes da série "Sea Breeze". Pois, em primeiro lugar, ele tem a Jess - o que por si só já valeria a leitura. Em segundo, a narrativa da Abbi Glines - que é super gostosa e do tipo que te leva através de páginas a fio sem perceber. Mas o principal é: ele não segue a "fórmula estrutural" dos anteriores, além de ser repleto de reviravoltas e pontos de tensão para o casal. O que me leva à: Apesar de "Rosemary Beach" ser a coleção mais famosa da autora (o que nem vou discutir...), cada vez mais percebo que - para mim - "Sea Breeze" é a minha favorita.

.
.
Sobre a autora:
.
Abbi Glines nasceu em Birmigham, Alabama. Morou na pequena cidade de Sumiton até os 18 anos, quando seguiu o namorado do colégio até a costa. Atualmente os dois moram com os seus três filhos em Fairhope, Alabama. Autora de diversos livros da lista dos mais vendidos do The New York Times - entre eles, os livros da série Rosemary Beach, a duologia The Vincent Boys, e os volumes de Sea Breeze - Abbi é viciada no Twitter (@abbiglines) e escreve regularmente no seu blog.
.
TÍTULO: Misbehaving
SÉRIE: Sea Breeze
PÁGINAS: 352
AUTOR(A): Abbi Glines
EDITORA: Simon Pulse
NOTA: 4 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...