quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Resenha: Bad For You [Sea Breeze #7]

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
A inocência não foi concebida para o vício... E vício era algo que Krit Corbin aceitou como parte de sua natureza, há muito tempo. Ele decidiu adotá-lo e virar o dedo do meio para as regras. As mulheres sempre tinham sido a primeira coisa em sua lista de vícios. Ele não conseguia o suficiente. Sendo o vocalista de uma banda de rock, ele tinha acesso mais fácil ao seu vício favorito. Por outro lado, estar sozinha era a única coisa que Blythe Denton compreendia. A família do ministro da pequena cidade onde foi criada, não a tinha aceitado como sua própria. A esposa do ministro sempre fez esforço para que Blythe entendesse o quanto ela era indigna de amor. Quando Blythe foi enviada para a faculdade, com uma chance de, finalmente, ser livre de viver como um fardo indesejável, ela olha para frente, para ter paz em sua vida. Estar sozinha não é algo que a incomodasse. Ela escapa da realidade nas histórias que ela escreve. 
.
No entanto, o cara tatuado, ridiculamente sexy, que se mantém em constantes festas no apartamento acima do dela, está deixando-a louca. Para começar, ele não a trata como ela poderia esperar de um cara sempre com uma mulher diferente pendurada em seu braço fosse tratar alguém tão desinteressante quanto ela. Ela não se parece em nada com as mulheres lindas que ela vê desfilando dentro e fora de seu apartamento, mas por alguma estranha razão ele continua aparecendo em sua porta. Durante uma festa em seu apartamento, a nova vizinha de Krit chega à sua porta, com seu longo cabelo castanho puxado para cima em um nó bagunçado e um par de óculos empoleirados no nariz bonitinho. Ela quer que ele desligue a música, mas ele a convence a ficar. Krit Corbin pode ter encontrado o seu maior vício. E Blythe Denton percebe tarde demais que ela finalmente foi reivindicada.
.
O que eu achei?
.
Continuando com a minha meta "não estabelecida" de finalizar boa parte das séries em aberto que eu tenho - logo após "Misbehaving" eu decidi ler "Bad For You", o sétimo livro da série "Sea Breeze" que é protagonizado pelo Krit Corbin (personagem que tem uma importante participação no livro anterior). Ao contrário do sexto volume, em que eu li toda a história em praticamente uma noite/um dia, "Bad for You" me levou de uma forma mais preguiçosa. O que eu quero dizer com isto? Bem, depois de um livro cheio de momentos de tensão e reviravoltas, eu senti que este foi um tanto linear demais. E eu não estava esperando isto...
.
Assim como "Misbehaving", o sétimo volume conta com um casal de opostos: Uma menina (extremamente) ingênua e um bad boy vocalista de uma famosa banda rock local. Krit e Blythe não poderiam ser mais diferentes, e pela premissa, achava que a Abbi iria usar e abusar deste artifício. Mas não foi isto o que aconteceu. Desde o começo, nós percebemos que os dois possuem uma problemática muito grande no passado de cada um, e eu via as oportunidades ali. Mas a autora preferiu construir o relacionamento dos dois de uma forma (vejam só) tranquila, e quando os problemas finalmente explodem... Estamos praticamente no final da história.
.
Com isto, eu quero dizer que o livro foi chato? Não mesmo. Mas, diante de todas as possibilidades que a Abbi Glines tinha com dois personagens tão marcados e quebrados como o Krit e a Blythe, a história seguiu rumos mornos demais. Melhor dizendo: Simples demais. Eu consigo entender que ela queria construir toda uma base confiança mútua entre o casal para poder enfim explorar suas fraquezas e medos - mas achei que ela simplesmente deixou acumular todas as reviravoltas do livro para o fim, o que foi uma quebra narrativa para um livro tão "tranquilo", deixando uma sensação estranha de que ela correu com o final (o que, vendo em retrospecto, eu vejo que não foi verdade).
.
Por falar em reviravoltas... Dois pontos com relação à elas me incomodaram em "Bad for You". Em primeiro lugar, um dos grandes segredos revelados no final do livro não foi surpresa nenhuma para mim. Eu quero dizer, realmente não sei como a Blythe não percebeu este ponto anteriormente, já que todos os sinais GRITAVAM (em caixa alta mesmo) desde a primeira página do livro. E a autora segurou esta informação por tanto tempo que achei que ela iria trazer uma bomba maior do que eu esperava... E foi exatamente como imaginei. O segundo ponto que me incomodou com relação a reviravoltas foi a forma um tanto quanto "simplistas" que ela tratou os problemas de Krit. Os sinais com relação a ele também estavam presentes o romance inteiro, mas quando ela finalmente deu "nomes aos bois", eu fiquei um tanto frustrado pela Abbi ter apenas tocado no assunto - mas não aprofundado.
.
Em uma breve avaliação pós leitura, "Bad For You" foi um livro de oportunidades perdidas. Eu me diverti, foi gostoso de ler, eu adorei os personagens... Mas digo mais uma vez: Neste volume, a Abbi não soube explorar completamente todas as possibilidades presentes em sua própria história - o que acaba deixando o leitor com uma insaciável necessidade de mais do que foi apresentado. Só que, enfim... Pode não ter sido o melhor livro da série (como poderia ter sido), mas também não foi o pior. Este posto acho que será ocupado para sempre pelo frustrante (e desnecessário) "Sometimes It Last".
.
.
Sobre a autora:
.
Abbi Glines nasceu em Birmigham, Alabama. Morou na pequena cidade de Sumiton até os 18 anos, quando seguiu o namorado do colégio até a costa. Atualmente os dois moram com os seus três filhos em Fairhope, Alabama. Autora de diversos livros da lista dos mais vendidos do The New York Times - entre eles, os livros da série Rosemary Beach, a duologia The Vincent Boys, e os volumes de Sea Breeze - Abbi é viciada no Twitter (@abbiglines) e escreve regularmente no seu blog.
.
TÍTULO: Bad For You
SÉRIE: Sea Breeze
PÁGINAS: 304
AUTOR(A): Abbi Glines
EDITORA: Simon Pulse
NOTA: 3 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...