sábado, 5 de julho de 2014

Resenha: Azul da Cor do Mar

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
ACASO, DESTINO ou LOUCURA? 
.
No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez... A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. 
.
Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa... E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão. 
.
O que eu achei?
.
Quando a editora Novo Conceito anunciou (no começo deste ano) o lançamento de ''Azul da Cor do Mar'', eu tive vários sentimentos conflitantes. Para começar, eu fiquei bastante empolgado - afinal, era da Marina Carvalho, a autora de ''Simplesmente Ana'' (um dos meus bookcrushes máximos do ano passado) e de ''Ela é uma Fera!'' (uma novela que conseguiu me tirar da Ressaca Literária). Mas, em compensação, mesmo estando bastante animado com a novidade, tinha algo que não me atiçava. E era a sinopse. Por algum motivo, ela me era estranha. Confusa, sendo bem sincero. E isto foi um problema para mim.
.
Entendam, eu não conseguia ver qual ponto seria o mais importante da história. Seria o passado da Rafaela, com a história do menino da praia? Ou a sua vida como estagiária, e os problemas que ela teria com Bernardo? Qual era a relação destes dois pontos tão distantes? Eu não entendia, e esta dúvida acabou me afastou da leitura durante um tempo.
.
Entretanto, quando a minha amiga Nath me perguntou se eu não gostaria de ler ele, eu não pensei duas vezes. Vejam bem, eu tenho uma pilha gigantesca de livros para ler - sejam eles físicos ou digitais. Então, poucas pessoas conseguem me fazer furar a fila de leitura que eu tenho. E para aceitar um livro emprestado? Menos ainda. Mas é este o nível da relação de leitor/autor entre mim e a Marina Carvalho. Eu simplesmente não podia deixar passar esta oportunidade. E não deixei.
.

Por isso, resolvi dedicar a vídeo resenha desta semana para ''Azul da Cor do Mar''. Foi um livro que, com todos estes porém, eu esperava que não fosse me agradar muito. Eu confesso que estava preparado para isto. Mas tive uma surpresa, muito bem vinda, por sinal. E eu precisava partilhar com vocês sobre o que eu encontrei durante a leitura. Mas o que posso adiantar é: Também não curtiu muito a sinopse? Não se deixe enganar. Assista ao vídeo e entenda...
.
     
.
Sobre a autora:
.
Marina Carvalho é professora, jornalista e mãe. Passa os dias diante de um objeto plano e retangular, seja o quadro negro da escola onde trabalha ou a tela do computador. Escrever é uma de suas maiores alegrias. Sempre foi uma ávida leitora. Está sempre com um livro debaixo do braço e outro na cabeceira da cama: eles são seus companheiros de todas as horas. 
.
Quando criança devorava as revistinhas da Turma da Mônica. Formou-se em Jornalismo pela PUC-Minas e exerceu o cargo de assessora de comunicação. Hoje é professora de Língua Portuguesa e Literatura, não à toa, já que morre de amores pelas palavras. "Simplesmente Ana" é seu livro de estreia.
.
TÍTULO:  Azul da Cor do Mar
PÁGINAS: 336
AUTOR(A):  Marina Carvalho
EDITORA: Novo Conceito
NOTA: 5,0 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...