segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Resenha: Semanário de Leituras #2 - Too Far

.
''Na Minha Estante'' Assegura: As resenhas a seguir estão completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
No post de hoje, nós vamos falar sobre três livros que estão sendo bastante comentados no momento pelo universo literário jovem nacional: A trilogia Sem Limites (Too Far), da autora americana Abbi Glines. Os três livros - Paixão sem Limites (já lançado em português), Tentação sem Limites (em pré-venda) e Forever Too Far (ainda sem título oficial em português) - formam o arco principal de uma série do gênero Novo Adulto chamada ''Rosemary Beach'', que é na verdade a cidade onde todas as histórias se passam.
.
Eu já conhecia a escrita da autora através da série jovem adulta ''The Vincent Boys'' (ainda não lançada no Brasil, infelizmente), e estava bastante empolgado com o lançamento da trilogia por aqui - justamente por muitos considerarem os livros com a história de Blaire e Rush os melhores da autora. No começo do ano, aproveitei que já estava com o primeiro em mãos (literalmente morrendo de curiosidade) e peguei os três volumes para ler - o que eu acabei fazendo de uma única vez, já que devorei todos eles em um final de semana. Não só por querer saber como tudo iria acabar, como também pelo fato de achar que era a última pessoa na Terra lendo a série...
.
.
Como eu já esperava, a escrita da autora continua deliciosamente fluída e viciante, o que não te deixa largar os livros de maneira alguma. Em contrapartida, mesmo acompanhando tudo com afinco, tive a ligeira impressão que esperava mais da série... Minhas expectaivas estavam bastante altas e , no fim - apesar de ter  gostado da leitura,  a trilogia Sem Limites não conseguiu ocupar o posto que ainda pertence a duologia dos garotos Vincent.
.
Não sei se a culpa foi minha, por esperar bastante dos livros devido aos comentários entusiastas,  ou se foi da própria autora, já que eu senti uma certa pretensão transmitida de forma imperceptível no texto - sentimento este que não me alcançou em nenhum momento durante as aventuras do pessoal caipira da outra série. Mesmo assim, apesar dos pesares, foi uma leitura que me empolgou, e por isso venho comentar aqui - rapidamente - o que eu achei de cada volume da trilogia.
.

.
Sinopse:
.
Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.
.
O que eu achei?
.
Em ''Paixão Sem Limites'', nós conhecemos os protagonistas da série, Blair (a típica  garota forte do sul, perdida no mundo dos ricos) e Rush (o típico filhinho de papai com pinta de bad boy). Todo o primeiro volume é narrado pela Blair, o que me fez criar uma empatia maior por ela do que pelo seu companheiro - que, em mais de uma cena do livro, eu simplesmente o achava um babaca de marca maior. Tudo bem, em muitos momentos, eu sentia que a autora perdia um pouco a mão na personalidade dela  - sempre oscilando entre a menina bad ass e a menina assustada por viver em mundo em que não se encaixava - mas eu sempre relevava este ponto, pois eu não sei como iria reagir se estivesse na posição dela, sozinha no mundo e em um lugar completamente estranho.
.
Como eu disse no começo, tive alguns (para não dizer ''muitos'') problemas com o Rush Finlay. Na primeira metade do livro, ele me irritava completamente com o seu jeito arrogante e idiota. As coisas que ele fez com a Blaire nos primeiros capítulos da história me tiraram do sério, e não conseguia entender como endeusavam tanto o cara. Aí, como já era esperado, na metade do volume o personagem ganha uma virada - e a partir deste ponto a minha opinião com relação ao protagonista começou a mudar. Para melhor? Não sei... Já que, de arrogante escroto ele passou a ser cafona escroto
.
Sério, acho que nunca ri tando de um persongem como eu ri do Rush. Ok, a tia Abbi queria que o seu ''mocinho apaixonado'' não perdesse a sua marca de ''garotão pegador'', mas - eu não sei, as falas dele eram de uma canastrice sem tamanho, dignas de um ator pornô. Em um filme pornô bem fuleiro. Aí eu me pergunto: ''meninas, vocês acham isto sexy? De verdade?!''. Então tá, né...
.
Na reta final, as coisas começam a ficar um pouco mais série - e foi neste ponto que a história me fisgou de verdade. Antes, eu simplesmente observava o que estava acontecendo, mas agora eu estava vidrado. Eu suspeitava de várias coisas que são reveladas no clímax do livro, mas nem por isto eu fiquei menos alarmado com o desenrolar de tudo. Se eu já achava a vida da Blair uma merda infeliz, agora eu tinha plena certeza. E, para a minha surpresa, eu até fiquei com dó do Rush e da rebarba que ele acaba levando ''sem querer'' (entre aspas, diga-se de passagem)... Principalmente por uma bomba que cai nas nossas mãos nas últimas páginas, e que nos faz desejar de verdade parar tudo o que nós estamos fazendo para ler a continuação da série, ''Tentação Sem Limites'' - mesmo tendo achado a introdução da trilogia bem ok, de forma geral. Mas o final realmente foi bastante intenso, então não tive outra saída, além de correr para a continuação. E foi isto o que eu fiz.
.
TÍTULO: Paixão sem Limites
TÍTULO ORIGINAL: Fallen Too Far
SÉRIE: Sem Limites - Rosemary Beach
PÁGINAS: 192
AUTOR(A): Abbi Glines
EDITORA: Arqueiro
NOTA: 3,5 estrelas
.
.
Sinopse:
.
A vida de Blaire Wynn não foi nada fácil. Sua irmã gêmea morreu muito cedo, seu ex-namorado e melhor amigo a traiu e ela precisou cuidar da mãe doente até o último dia de sua vida. Depois de tanto sofrimento, o que ainda seria capaz de machucá-la? O terrível segredo de Rush Finlay. Depois de se apaixonar perdidamente por ele, Blaire descobriu algo cruel que destruiu para sempre o mundo que conhecia. Agora ela está mais sozinha do que nunca e precisa recomeçar a vida longe de todos que a feriram. O único problema é que não consegue deixar de amá-lo. Rush Finlay também não sabe o que fazer. Apesar das tentativas dos amigos e da família para animá-lo, o rapaz segue desolado. Ele já não quer saber da vida que levava, regada a festas, bebidas e mulheres. É atormentado pelas lembranças de um sentimento que jamais imaginara que fosse conhecer e que não pôde ser vivido plenamente. Nem Rush nem Blaire imaginavam que seus universos pudessem se transformar de forma tão radical. Porém, a maior reviravolta das suas vidas ainda está por vir. E ela será tão intensa que obrigará Blaire a engolir o orgulho, voltar a Rosemary, na Flórida, e enfrentar seus inimigos. Rush por sua vez, terá que lutar para consertar seus erros e se provar digno da confiança e do amor dela. Segundo volume da trilogia Sem Limites, que já vendeu mais de 5 milhões de exemplares no mundo, Tentação sem limites é tão viciante e tentador quanto uma paixão proibida. 
.
O que eu achei?
.
Em ''Tentação Sem Limites'', nós começamos a história do mesmo ponto em que ''Paixão Sem Limites'' termina... Blair arrasada, Rush arrasado, Leitor arrasado. Desta vez, além do ponto de vista da Blaire, a autora resolve também trazer para o leitor o ponto de vista do Rush - o que ajudou um pouco mais na ''cura'' da minha antipatia pelo personagem (que ainda se faz presente), apesar de continuar achando ele hiper canastrão e cafona - e um tanto quanto passivo com toda a coisa da relação ''Blaire versus Sua Família'' - em boa parte do livro. Mas o que posso fazer, nem tudo pode ser perfeito.
.
Durante toda a primeira metade do livro, o peso daquilo que é revelado no final de ''Paixão Sem Limites'' ronda a narrativa - e eu fiquei desesperado para que as coisas voltassem ao ''normal'' - ou para que a vida da Blaire ficasse melhor, ao menos uma vez. O fato de eu gostar tanto da Blaire e ter criado uma empatia maior pela personagem é por ela ser uma cabeça dura inveterada - mas isto foi um dos principais ''problemas'' deste volume. Não no sentido de eu me irritar com ela (ok, eu confesso que fiquei um pouco irritado), mas sim por ela mesma acabar ''criando'' obstáculos para que tudo ficasse bem. Ok, também temos a interferência constante da vadia - quero dizer - da bruxa Má do Oeste da irmã do Rush, que é uma personagem totalmente odiosa, que ajuda para que tudo não vá para frente e que é o tipo de pessoa que nos faz ter vontade de entrar nas páginas só para dar uns tapas. E uns socos. E uns chutes na costela. E uns tiros. Mas livro é assim mesmo, e sem estes poréns nem haveria história.
.
A segunda metade considero um desfecho. De verdade. Todas as peças começam a se encaixar nos seus devidos lugares e vemos o encerramento de vários arcos. Por mim. a trilogia poderia ter terminado aqui, e estaria perfeita (como uma duologia, é lógico. Não uma trilogia...). Tanto é que, quando eu acabei de ler ''Tentação'', eu fiquei me perguntando durante umas boas meia hora que história a autora iria trazer a tona que justificasse a existência do terceiro livro. Eu sei, faltavam alguns pingos nos is, mas nada muito urgente ou necessário. E, sendo bem sincero, não era necessário... Mesmo! E foi com esta sensação que eu parti para o desfecho da trilogia de Blaire & Rush. Satisfeito com as respostas presentes neste segundo volume, e temeroso sobre o que poderia vir em ''Forever Too Far''.
.
TÍTULO: Tentação sem Limites
TÍTULO ORIGINAL: Never Too Far
SÉRIE: Sem Limites - Rosemary Beach
PÁGINAS: 208
AUTOR(A): Abbi Glines
EDITORA: Arqueiro
NOTA: 4 estrelas
.
.
Sinopse:
.
Ele prometeu que seria para sempre... Mas as promessas podem ser quebradas. Dividido entre o amor por sua família e seu amor por Blaire, Rush tem que encontrar uma maneira de salvar um sem perder o outro. No final, um irá se sobrepôr ao outro. Deixar ir não é fácil. Blaire acreditava em seu conto de fadas... Mas ninguém pode viver em uma fantasia. Seu amor por Rush e o desejo de ter uma família a faz acreditar que podem encontrar uma maneira para que isso funcione. Até que tem que tomar a decisão certa tanto para ela como para o bebê. Mesmo que quebre seu coração. Eles poderão encontrar o para sempre que tanto sonharam ou tudo está... Longe demais?
.
O que eu achei?
.
E, como eu imaginava, ''Forever Too Far'' foi o livro mais fraco da trilogia ''Sem Limites'' (ou ''mais sem noção'', eu poderia dizer). Não só me senti sendo enrolado em boa parte da trama, como este também foi o volume que eu mais ''me arrastei'' para ler. Tudo bem, Blair continua cabeça dura e levando bordoada da vida; Rush continua sendo bad boy de grife cafona e pau mandado da irmã bruaca. Mas as poucas pontas soltas que são deixadas anteriormente logo são resolvidas na primeira metade da história, o que deixou a segunda metade com uma sensação de estar andando e andando para lugar algum. Afinal, tudo já estava resolvido, não tinha mais o que acrescentar. Para falar a verdade, o que eu senti no tomo final de ''Forever'' foi que a autora na verdade usou ele como desculpa para introduzir as outras histórias da série ''Rosemary Beach''. E vamos ser bem sinceros? O objetivo era este mesmo.
.
Sem sombra de dúvidas, esta foi a trama mais ''novelesca'' apresentada na trilogia, e se eu pudesse dar um novo nome para este volume ele seria ''Como Sua Irmã Vadia Pode Estragar a Sua Vida''. A história teve até pontos interessantes, como a apresentação do pai do Rush - um famoso dinossauro do Rock, o surgimento da tímida Harlow e o acertos de contas entre a Blaire e o seu próprio pai (um ponto que eu achava que a autora poderia ter dado mais destaque, principalmente depois da revelação de mais uma bomba que o seu querido progenitor joga no colo dela). Entretanto, acredito de verdade que todos os pontos relevantes apresentados em ''Forever Too Far'' poderiam ter sido acrescentados nos dois volumes anteriores, sem a necessidade da existência deste terceiro - que finalizou a trilogia de uma forma um tanto quanto morna e meio decepcionante até.
.
TÍTULO: Forever too Far
SÉRIE: Sem Limites - Rosemary Beach
PÁGINAS: 290
AUTOR(A): Abbi Glines
EDITORA: Independente
NOTA: 3 estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...