sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Resenha: O Livro das Princesas

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Da mesa da Princesa Mia Thermopolis: 
.
Olá, amigos, fãs e companheiros admiradores de princesas (ou eu deveria dizer simpatizantes de princesas?)! Eu mal pude acreditar quando alguém do Brasil permitiu que EU desse uma olhadinha neste livro. Mas acho que faz sentido, já que, além de ser uma princesa, também tenho verdadeira paixão por histórias românticas! Acreditem no que eu digo, este livro tem essas duas coisas de sobra! Mas são releituras contemporâneas, com reviravoltas que farão você dizer owwwwnnnnnn… Uma Cinderela DJ? Rapunzel popstar? Bela é uma supermodelo? E unicórnios em A Bela Adormecida?! Sim, por favor! Mais, mais. POR FAVOR. Não se preocupem, tem mais. Muito mais. Eu amei, e vocês também vão! 
.
ps: Sim, você também vai amar, Tina Hakim Baba. Pode pegar meu exemplar emprestado quando eu terminar de ler. Não, melhor: compre o seu. Assim você vai poder ler de novo e de novo, como eu pretendo fazer.
.
Sinceramente, Sua Alteza Real, Princesa Mia Thermopolis.
.
O que eu achei?
.
Quando eu soube do lançamento deste livro, eu fiquei bastante animado... Nem tanto pelo lance da releitura dos Contos de Fadas (sério, nunca fui muito chegado nas histórias das Princesas - apenas nas origens macabras delas), mas sim por saber quem faria parte desta antologia. Não é segredo nenhum que eu sou fã de carteirinha da Meg Cabot, e que simplesmente amo os livros da Paula Pimenta - então, ao ver que as duas estariam juntas em um único volume, eu meio que pirei, tamanha a minha empolgação.
.
Minha oportunidade para comprar a antologia só surgiu quase 3 meses após a publicação dela, mas - como o esperado - eu parei tudo o que estava fazendo para ler (e, apesar dos pesares, não me arrependi). Quero dizer, nem tudo foram as mil maravilhas (eu vou explicar melhor mais embaixo), mas foi um livro divertido, leve e bem fofo e que fez o meu fim de semana. 
.
Assim, como todos os livros que me marcam de uma forma (seja positiva ou negativa), achei que ''O Livro das Princesas'' merecia uma resenha aqui no blog. E, por isso, eu fiquei um bom tempo pensando em como fazer para falar de cada conto individualmente, sem ficar cansativo. Então, seguindo o exemplo da Mah, do TOC por Leitura, eu vou contar as minhas impressões de leitura de uma forma mais dinâmica, dando uma nota individual para cada história... Pois, como vocês poderão ver à seguir, este foi um livro que me deixou bastante dividido pois, ao mesmo tempo em que ele possui narrativas incríveis, ele também contém uma releitura que quase me fez jogar o exemplar pela janela. Yeap.
.

- A Modelo e o Monstro, de Meg Cabot.
.
Abrindo a antologia, temos a releitura de Meg Cabot para o conto de ''A Bela e a Fera''. 
,
Não foi surpresa nenhuma a autora ter escolhido esta história para trabalhar (quem já leu ''O Diário da Princesa'' sabe como ela é aficionada pelo clássico infantil), e como eu já esperava, ela não fez feio.
.
A trama se passa em um cruzeiro, que está viajando dos EUA para o Brasil, e nele conhecemos a jovem modelo Belle Morris. Apesar de ser o novo rosto queridinho das passarelas, a garota deixa claro que não se deixou influenciar pelo ''mundinho fútil'' em que vive e trabalha. Na viagem, ela acaba conhecendo Adam, um rapaz que a impressiona desde a primeira vez que se veem (de longe) e que esconde uma série de segredos.
.
O conto é super gostoso e rápido de se ler, e os personagens dele são muito carismáticos. Como destaque, eu não poderia deixar de citar Penny, a irmã desmiolada de Belle, e o seu namorado jogador de futebol (e tão desmiolado quanto), Gus Stanton - que, juntos, rendem vários momentos divertidos. O único problema de ''A Modelo e o Monstro'' é que ele é... Curto demais! Quando ele acaba, você fica com aquela sensação de que ele deveria ter muito mais páginas. E que a autora deveria escrever um livro só para ele.
Nota: 4 Estrelas
.
- Princesa Pop, de Paula Pimenta.
.
Sem sombra de dúvidas, o MELHOR CONTO da antologia!
.
Paula me surpreendeu, de verdade. Mesmo amando todos os livros dela, fiquei meio receoso por ela ter escolhido recontar a história de Cinderela. Não vou mentir, de todas as princesas, ela (junto com a Branca de Neve) sempre foram as que contavam menos com a minha simpatia. Mas a forma como a autora trouxe o conto para os dias atuais foi simplesmente... Perfeita. 
.
Não tem o que tirar. Ou por. E foi a história que mais me prendeu e que mais me empolgou. 
.
O texto - que mantém todas as características e os recursos já conhecidos pelos leitores da série ''Fazendo Meu Filme'' e ''Minha Vida Fora de Série'' - é muito mais uma ''novela'' do que um ''conto'' propriamente dito (e não estou reclamando disto, muito pelo contrário). Com mais de 100 páginas, ''Princesa Pop'' poderia muito bem ganhar uma edição só para ele - que com certeza eu compraria.
.
Sem falar que teve momentos em que chorei de frustração com alguns acontecimentos, e teve outros em que tive vontade de pular dentro do livro só para livrar a nossa ''Cinder'' das auguras por qual ela passa (destaque para a figura paterna RIDÍCULA que ela tem, e que me deu nojo do início ao fim... Sério, qualquer pessoa que tenha um pai tão baixo quanto a garota merece a minha total empatia). 
.
Nota: 5 Estrelas
.
- Eclipse do Unicórnio, de Lauren Kate.
.
Como nem tudo na vida pode ser perfeito, temos este conto da Lauren Kate para tirar um pouco do brilho que os outros contos trouxeram para a antologia... O que é engraçado, pois ''Eclipse do Unicórnio'' é a menor história presente no ''Livro das Princesas''. E, ironicamente, foi a que mais demorei para ler. 
.
Ao tentar recriar a trama da Bela Adormecida, a autora pecou em tantos aspectos diferentes que seria até difícil contabilizar. Eu não consigo entender como alguém totalmente capaz de suas faculdades psicológicas poderia considerar uma história tão poluída de elementos fantásticos desnecessários e tão repleta de momentos nonsenses como um trabalho bom à ser considerado para ser publicado. Parece que a autora brinca o tempo todo com o senso crítico do leitor, achando que ele não vai perceber a total falta de esforço que teve ao desenvolver a sua releitura. À primeira vista, o conto simplesmente me pareceu um trabalho de escola feito de forma apressada e nas coxas.
.
Não me entra na cabeça que alguém possa considerar este conto como algo remotamente ''bom''. E realmente não sei quem teve mais coragem: A autora - por subestimar a inteligência dos seus leitores com uma narrativa que tem um começo, mas não tem um desenvolvimento e muito menos um fim - ou se foi a editora - por acrescentar uma história tão pobre e sem carisma quanto esta em sua antologia.
.
Nota: 1 Estrela
.
- Do Alto da Torre, de Patrícia Barboza
.
O último conto da antologia tem como missão tirar a péssima impressão e o gosto amargo que a leitura de ''Eclipse do Unicórnio'' nos deixa, e felizmente consegue. Eu nunca tinha lido nada da autora, e curti bastante a sua escrita despretensiosa e juvenil.
.
Em ''Do Alto da Torre'', Patrícia Barboza fez uma releitura bem leve para Rapunzel (o que particularmente curti bastante), entretanto, a falta de picos na história deixou tudo um pouco monótono e previsível demais - o que foi uma pena. Diferente de sua antecessora, ela soube condensar tudo muito bem para um conto, só que a história pedia mais, e isto foi um problema.
.
Recheado de referências à cultura pop (como a óbvia inspiração no extinto seriado ''Hannah Montana''), a proposta pode agradar o público mais jovem. Porém, ao fazer a protagonista ser uma grande fã da cantora Katy Perry, a autora errou ao não pesquisar um pouco melhor e errar no títulos das músicas citadas na história (como a canção ''Firework'', que aqui vira o plural ''Fireworks'' - o que é um erro ''inadmissível'' considerando a devoção da personagem para com o seu ídolo e modelo).
Enfim, apesar dos pesares foi um conto legal e que soube fechar a antologia de forma digna.
.
Nota: 3 Estrelas
.
Mesmo com os seus altos e baixos, é lógico que eu recomendo ''O Livro das Princesas''. Ele é ideal para fim de semanas tediosos e tardes de chuva (ou de calor intenso), sem falar que a proposta dele é super válida. Mas, se querem um conselho, sigam este: Leiam o conto da Lauren Kate primeiro, seguindo pelo o da Patrícia Barboza, passando pelo o da Meg Cabot e deixando o da Paula Pimenta para o final. Assim, a má impressão que o primeiro pode causar vai sendo ''limpada'' com as outras histórias, até chegar na melhor do livro (fazendo você se esquecer totalmente que algo tão bizarro quanto aquilo poderia fazer parte da mesma antologia).
.
.
Sobra as autoras:
.
Meg Cabot: Meggin Patricia Cabot, mais conhecida pela abreviação Meg Cabot ou Patricia Cabot ou pelo seu pseudônimo Jenny Carroll (Bloomington, 1 de fevereiro de 1967), é uma escritora estadunidense. É mundialmente famosa por ser autora de mais de 60 livros, dentre os quais seu maior bestseller é a série de dez volumes O Diário da Princesa. Atualmente Meg vive com seu marido e sua gata de um olho só chamada Henrietta em Nova Iorque. 
.
Paula Pimenta: nasceu em Belo Horizonte – MG. Ficou realmente conhecida do grande público em 2008, quando lançou “Fazendo meu filme 1” pela editora Gutenberg. Publicou “Fazendo meu filme 2”, em 2009, “Fazendo meu filme 3”, em 2010, e “Fazendo meu filme 4”, em 2013, que - assim como o primeiro - são grandes sucessos juvenis. Em 2011 lançou uma nova série, “Minha vida fora de série”, que já conta com dois volumes. Em 2012 publicou também o livro "Apaixonada por palavras", uma coletânea de crônicas.
.
Lauren Kate: escritora americana de ficção adulta/jovem. Suas maiores obras incluem The Betrayal of Natalie Hargrove e a saga Fallen , que chegou à terceira posição na lista de best-sellers do jornal The New York Times , na seção de livros infantis/jovens, em 8 de janeiro de 2010. A partir de quarta-feira 23 de junho de 2010, Fallen passou seis meses e duas semanas na lista. 
.
Patrícia Barboza: é uma escritora brasileira de livros direcionados a adolescentes. Fundou, ao lado dos também jovens autores Enderson Rafael, Fernanda França, Leila Rego e Tammy Luciano, o projeto Novas Letras, que realiza debates e encontros entre escritores da sua geração. Também criou o projeto Leitura Nota 10, que promove palestras em escolas
.
TÍTULO: O Livro das Princesas
PÁGINAS: 288
AUTOR(A): Meg Cabot, Paula Pimenta, Lauren Kate e Patrícia Barboza
EDITORA: Galera

NOTA: 3,5 estrelas (média)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...