sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Resenha: Descanse Em Paz, Meu Amor...

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Quantas coisas acontecem na nossa vida e não conseguimos entender nem arrumar explicações… 
.
Nessas horas sempre achamos que o responsável é o destino, o anjo, a sorte ou… o sobrenatural. Está aberto um caminho para o medo! 
.
Este livro de Pedro Bandeira mostra muitas dessas experiências que ninguém explica e coloca em foco a amizade de um grupo de jovens. Num cenário misterioso, os calafrios são os companheiros de qualquer leitor que se aventure em suas páginas.
.
Aquela turma de amigos não poderia imaginar que a viagem tão esperada acabaria em tragédia. E a situação piora quando nem todos aceitam o sobrenatural e a irreversibilidade da morte.
.
O que eu achei?
.
Se tem um autor brasileiro de quem eu sou fã declarado, este autor é o Pedro Bandeira. 
.
O cara simplesmente foi uma parte importante não só do começo da minha adolescência, como também dos meus primeiros passos no universo literário. Tenho orgulho em dizer que a série ''Os Karas'' foram os primeiros livros que eu li logo após conhecer o prazer da leitura com ''Harry Potter'', e acho que até hoje sou meio frustrado por nunca ter podido conhecer este verdadeiro mestre do gênero Jovem-Adulto e Infanto-Juvenil nacional pessoalmente... (fato que não deixarei continuar por muito tempo, acreditem).
.
Por isso, imaginem só a minha reação quando eu percebi - ao assistir uma das últimas resenhas do canal Tiny Little Things - de que ainda não tinha lido uma de suas tramas mais famosas, o terror juvenil ''Descanse em Paz, Meu Amor...''? Sim, primeiro tive vontade de me matar. Mas é lógico que, em seguida, eu fui correndo procurar o livro para ler  - e graças à Mah, do Toc por Leitura (minha eterna salvadora), eu consegui encontrar.
.
O livro é uma breve novela de horror que conta a história de sete amigos que, prestes à se formarem na escola, decidem passar uma temporada se aventurando na serra. Só que, ao que parece, o plano acaba não dando muito certo - e todos eles se veem presos em um casarão velho e gelado no meio de uma tempestade assustadora. Até este ponto, a situação poderia ser bem comum, se não fosse pelo clima presente entre eles. Conhecidos por sempre serem agitados e alegres, os jovens estão calados, sobressaltados e um tanto melancólicos. E esta desanimação do grupo, aliada ao afastamento repentino da namorada Márcia, é estranhada por Alexandre - o último à chegar na mansão assustadora, e o único que não se deixou abater pelo baixo astral geral.
.
Basicamente, toda a trama se desenvolve à partir da chegada de Alexandre - é o humor dele, tão diferente ao clima macabro na qual todos parecem estar mergulhados, que nos faz suspeitar que algo estranho está acontecendo ali. E, sem sombra de dúvidas, este mistério é o grande trunfo de ''Descanse em Paz, Meu Amor...''.
.
Sendo bem sincero, confesso que eu meio que descobri qual era o segredo que todos pareciam esconder logo nas primeiras páginas. Como comecei a leitura prestando bastante atenção à tudo, percebi algumas dicas que os personagens soltavam de cara - mas nada que tirasse a graça da leitura. Mesmo desconfiado sobre a verdade por detrás daquilo tudo, eu precisava saber como o grupo chegou naquele ponto - e isto me prendeu até o final. 
.
O livro tem uma ambientação completamente sombria, e como se a cena toda já não fosse esquisita por si só, os garotos resolvem começar a contar histórias assustadoras para passar o tempo depois de um apagão. Estas ''lendas urbanas'' abrangem de tudo, desde sacerdotisas egípcias até a famosa brincadeira do copo, e - se o leitor se deter bastante nelas - vai entender qual é a verdadeira função delas na trama como um todo.
.
Mesmo sendo vendido como um conto de terror juvenil, enquanto eu lia a história, eu me sentia muito mais triste e desconfortável com o que estava acontecendo do que propriamente assustado. O final - apesar de ter sido revelado exatamente o que eu já suspeitava - me surpreendeu de verdade, pois... Partiu o meu coração. O que é bem idiota, se formos levar em consideração o título (que é meio que um spoiler). Mas, como eu disse antes, o ar desalentador ganha uma razão real - e é isto que te pega pelo pé (um trocadilho bem ridículo de se fazer... Eu reconheço).
.
Muitos podem achar que o enredo é bem simples, mas para mim a narrativa fluída e única do Pedro Bandeira fez toda a diferença. É aquele tipo de livro que dá para ler ele todo em uma única noite, e - assim que cheguei na última página - me arrependi amargamente por não ter procurado ele antes. É um tema que eu curto bastante ver em filmes, então se você se interessa pelo assunto, acho que é uma ótima dica. Meu único pesar é com relação ao final, que não é nem um pouco feliz e que me fez derramar ''algumas'' lágrimas (pois, yeap, eu sou do tipo escapista que acha que todos merecem um fim colorido)... Mas, mesmo assim, com certeza eu indico à todos - pois é uma leitura do gênero que é jovem, nacional e que vale super à pena.
.
.
Sobre o Autor:
.
Pedro Bandeira de Luna Filho (Santos, 9 de março de 1942) é um escritor brasileiro de livros infanto-juvenis. Recebeu vários prêmios, como o Prêmio APCA, da Associação Paulista de Críticos de Arte e o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, entre outros. Pedro Bandeira é o autor de literatura juvenil mais vendido no Brasil (vinte milhões de exemplares até 2006) e, como especialista em letramento e técnicas especiais de leitura, profere conferências para professores em todo o país. É autor de setenta e sete livros publicados, entre eles títulos consagrados como a série Os Karas, A marca de uma lágrima, Agora estou sozinha…, A hora da verdade e Prova de Fogo.
.
TÍTULO: Descanse em Paz, Meu Amor...
AUTOR: Pedro Bandeira
EDITORA: Ática
PÁGINAS: 80
NOTA: 4 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...