terça-feira, 8 de outubro de 2013

Resenha: Audrey, Wait!

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.

A vida de Audrey Cuttler não tem sido a mesma desde que aquela música chegou ao topo das paradas. Ela só queria ir a shows, andar com seus amigos e, talvez, arrumar um encontro com o gatinho do trabalho.
.
Mas agora Audrey é... famosa! Não famosa do tipo ''coisas grátis e crachás para o camarim''. Ok, tem isto também. Mas agora ela é também famosa do tipo ''paparazzi escondido nos arbustos'', o pior momento da sua vida estampada por toda a primeira página. Tudo por causa da música que o ex - namorado fez sobre o rompimento dos dois - o hit do momento, quer dizer, um desastre! 
.
Audrey não quer ser a garota dos refletores, mas uma vez que o mundo decide que ela é uma estrela, será que a sua vida algum dia vai ser normal de novo? Prepare-se para descobrir, porque está na hora da Audrey contar o seu lado da história.

.
O que eu achei?
.
Eu acho que já disse aqui, várias e várias vezes, mas tenho sérios problemas para fazer resenhas positivas. Sempre! Principalmente quando o livro supera e muito as minhas expectativas, como foi o caso de ''Audrey, Wait!'' (preguiça gigantesca de digitar ''A Música Que Mudou a Minha Vida'', o nome nacional dado pela editora Galera, que todos conhecem e é gigantesco. Então vamos continuar com o título original, ok?!). 
.
Pois foi exatamente isto o que aconteceu... Eu já tinha um certo nível de ansiedade (digamos que estratosférico) com relação à história contada pela Robin Benway - e, quando finalmente eu li o romance, ele conseguiu ultrapassar com folga. E são raros, muito raros mesmos, os casos onde isto acontece.
.

A questão é que ''Audrey, Wait!'' é simplesmente bom. Não, acho que isto não está certo. O livro é bom, mas em escalas épicas. Ele é viciante, e engraçado, e divertido e etc... A autora soube transportar para o texto toda uma atitude cool e rock 'n' roll que acho que nunca vi antes em um livro Jovem Adulto. E não só para o seu texto, como também para os seus personagens.
.
Um bom exemplo disto tudo mesmo é a própria Audrey, a protagonista da história - que vê a sua vida virar de cabeça para baixo graças à uma canção composta pelo ex-namorado (rei dos babacas) e que se transforma em uma febre nacional. Seria muito fácil a Robin Benway criar uma personalidade frágil e irritável para a menina, seguindo como exemplo outras garotas do gênero YA. Mas ela não fez isto. Para nossa alegria, Audrey é carismática mesmo quando está surtando com a fama repentina. Para falar a verdade, acho que ela foi a primeiro protagonista 100% badass que encontro em livro contemporâneo jovem. E tudo isto se reflete em seus pensamentos e suas atitudes.
.
E por falar em atitude, a narrativa da autora é completamente cheia dela. O texto flui de uma maneira maravilhosamente gostosa, e você se sente tão cool e esperto quanto o livro só ao ler ele - isto tudo regado à muita música alta (como Audrey e sua melhor amiga adoram) e shows. Aqui a máxima é a já conhecida ''sexo, drogas e rock 'n' roll'', só que sem cair no vulgar e sem medo de chocar o leitor. Robin Benway não faz a linha ''politicamente correta'' (o que significa que ela não é nem um pouco paternalista), e os seus jovens não são exemplo para ninguém... Eles bebem, fumam maconha e falam palavrão aos montes. Mas, mesmo assim, eles te conquistam - e isto acaba criando uma veracidade e uma identidade única para o volume.
.
Eu levei muito tempo para ler ''Audrey, Wait!'', e me arrependo amargamente por isto. Não seria nenhum exagero dizer que esta foi uma das minhas melhores leituras do ano - e não é surpresa nenhuma ele ter entrado para o meu variado, entretanto seleto, hall de Bookcrushes. Por isso, me sinto na obrigação de pedir à você que está lendo esta resenha para parar tudo o que está fazendo e ir correndo ler ''Audrey, Wait!''. Tenho certeza que, depois, você irá me agradecer por este sábio conselho.
.
Um gif que exprime exatamente a minha reação ao terminar o livro...
.
Para ler escutando:
.
Música: I Love Rock 'n' Roll - Artista: Joan Jett
Música: Anna Júlia - Artista: Los Hermanos
.
Sobre a autora:
.
Robin Benway vive em Orange County, a famosa The O.C., nos Estados Unidos. Ela frequentou a faculdade tanto pela Universidade de Nova York quanto pela Universidade da Califórnia, em Los Angeles - dois lugares que a influenciaram muito, tanto em sua vida quanto em suas histórias. Ela é mais conhecida por seus romances Jovem Adulto, como ''A Música que Mudou a Minha Vida'' e os ainda inéditos no Brasil ''The Extraordinary Secrets of April, May & June'' e ''Also Know As'', lançado este ano.
.
TÍTULO: Audrey, Wait!
PÁGINAS: 320
AUTOR(A): Robin Benway
EDITORA: Razorbill
NOTA: 5 estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...