terça-feira, 29 de outubro de 2013

Resenha: Até Eu Te Encontrar

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
O quanto uma mudança de cidade pode afetar uma vida? Você acredita em alma gêmea? Como você se sentiria se não gostasse do grande amor da sua vida? É o que Flávia vai descobrir ao deixar Lavras, onde mora com os tios desde o acidente que matou seus pais, quando era criança. Aos dezoito anos, ela decide estudar Agronomia na Universidade Federal de Viçosa, trocando o sul de Minas pela Zona da Mata do mesmo Estado na esperança de uma "mudança de ares". 
.
Em sua nova vida, ela conhece Sônia, amiga de infância de sua mãe e agora sua vizinha, que lhe conta a história de sua família materna, até então desconhecida para Flávia. Embora o passado não seja sua maior preocupação, Flávia reluta em aceitar seu destino e ainda precisa superar uma paixão não correspondida pelo seu melhor amigo. Para se ver livre dessa rejeição, ela tenta atrair sua alma gêmea para Viçosa e descobre que o grande amor de sua vida é uma pessoa que ela não suporta.
.
O que eu achei?
.
Até eu te encontrar é o romance de estreia da autora Graciela Mayrink, e tudo o que eu posso dizer sobre ele é que fiquei completamente... ''enfeitiçado''. Sei que é um trocadilho meio bobo de se usar, principalmente se levarmos em conta a natureza ''mística' que permeia toda a trama, mas esta é a verdade. O livro é o primeiro Novo Adulto nacional que eu leio, e posso afirmar com toda a certeza que ele consegue ''chutar o traseiro'' de muito enlatado que anda sendo publicado por aí.
.
Eu poderia ficar aqui, enumerando as várias razões por que este livro é incrível e fofo e que todos deveriam ler, mas acho que seria meio cansativo. E piegas demais. Mas a questão é simples: a autora soube começar, conduzir e concluir a história. Sem ficar raso demais. Ou extenso demais. É um livro que te guia pela trama com muita naturalidade, que leva o tempo certo para te conquistar, e eu simplesmente não vi como ele poderia ter sido contado de outro jeito.
.

O romance é todo narrado em 3ª pessoa, o que pode assustar um pouco no começo, mas este detalhe - no final - só acrescenta ao todo. Com este recurso, nós passeamos por vários pontos de vista diferentes, e ficamos conhecendo não só a natureza e a personalidade da protagonista Flávia, como também de seus amigos (e até dos seus desafetos).
.
Por falar em personagens, sem sombra de dúvidas, eles são a verdadeira alma do livro. Não só a Flávia,  mas também o Luigi, o Ricardo, o Gustavo, a Lauren... Enfim, todos. Eles são jovens, cheios de defeito, mas te conquistam. Eu, mesmo não tendo uma vida universitária tão badalada quanto a eles (o que me causou um pouco de inveja, confesso), vi pessoas de verdade ali, que eu poderia encontrar de verdade na minha sala de aula ou nos corredores da faculdade, e isto foi o máximo. Eles eram tridimensionais, de carne osso. Com lados bons e ruins. E, no final, você meio que não quer que a história termine, pois se apegou tanto à eles que todos se tornaram reais - até demais.
.
Aliado à toda esta ''normalidade'' da vida universitária, como eu disse lá no começo da resenha, o livro também segue uma linha meio ''sobrenatural'' - que em nenhum momento parece despropositada ou fora de foco com a narrativa. Na história, a protagonista descobre que pertence à uma antiga linhagem de bruxas Wicca, e este detalhe ganha um peso bastante importante com o decorrer da trama. Só que, o que poderia soar completamente inverosímel ao lado da faceta mais contemporânea do livro, foi trabalhado de uma forma tão natural e tão crível que não tem como o leitor não comprar a ideia. Sem falar que este lado mais esotérico foi, sem sombra de dúvidas, um brilhante diferencial - pois Flavia precisar saber lidar não só com o peso do segredo da família, como também com seus dons.
.
Tudo isto, aliado à narrativa e fluída e gostosa da Graciela Mayrink, fizeram de Até eu te Encontrar uma das minhas leituras mais legais do ano. Foi um livro que, assim que terminou, eu tive uma vontade louca de começar de novo, pois simplesmente não queria me despedir dos personagens e do dia-a-dia deles. Se o livro não tivesse terminado de uma forma tão correta com a história, eu juro que estaria implorando uma continuação para a autora, pois ele super merece. Mas esta que é a real mágica do romance. E fico feliz de verdade que ela tenha me fisgado.
.
.
Sobre a autora:
.
Graciela Mayrink Roldão nasceu no Rio de Janeiro e é idealizadora do Projeto Jovem Curte Ler. Formada em agronomia com mestrado em fitopatologia, trabalhou durante oito anos à frente do site de automobilismo SuperLicença e da assessoria do projeto social "Ideia Fixa Para Um Sertão Sem Fome". Participou do livro de contos organizado pelo Skoob "Não É Só Por Vinte Contos". Até Eu Te Encontrar é seu romance de estreia.
.
TÍTULO: Até eu te encontrar
PÁGINAS: 384
AUTOR(A): Graciela Mayrink
EDITORA: Novo Conceito
NOTA: 5 estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...