segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Resenha: The Dark Duet

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
.
Caleb é um homem com um interesse singular em vingança. Sequestrado quando menino e vendido ao trabalho escravo por um poderoso criminoso, seu único objetivo é vingança. Por doze anos ele se inseriu em um mundo de escravos sexuais procurando pelo homem que ele considera responsável. Finalmente, o arquiteto de seu sofrimento emergiu com uma nova identidade, mas não uma nova índole. Para Caleb chegar perto o bastante para atacar ele precisa se tornar o que mais abomina e sequestrar uma linda garota para treiná-la a se ser tudo que ele foi no passado.
.
Com 18 anos Olivia Ruiz/Livvie acabou de acordar em um lugar estranho. De olhos vendados e amarrada, há apenas uma calma voz masculina para recebê-la. Seu nome é Caleb, embora ele exija que seja chamado de Senhor. Olivia é nova, bonita, ingênua e propensa ao erro. Ela possui uma sensualidade sombria que não pode ser escondida ou negada, embora ela tente fazer os dois. Apesar de estar assustada pelo forte, sádico e arrogante homem que a detém prisioneira, o que mantêm Olivia acordada no escuro é sua indesejável atração por ele. 
.
O que eu achei?
.
Se eu pudesse resumir esta série em uma única frase, acho que ela seria ''de um tremendo mau gosto''. Outros adjetivos, como ''completamente doentio'', ''repugnante'' e ''perturbador'' também me viriam à cabeça, mas acho que o primeiro resume bem os meus sentimentos com relação aos livros auto-publicados pela americana C.J. Roberts. Lançados na esteira de 50 tons de Cinza (que não é um primor do gênero erótico, BEM longe disto, mas trouxe visibilidade ao gênero), The Dark Duet peca no excesso, na necessidade patológica da autora em querer chocar o leitor. À qualquer preço.
.
Vejam bem, eu conheci os livros desta série através de uma resenha (SUPER) negativa no blog ''Murphy's Library''. Eu me lembro que o texto era tão exaltado e ultrajado, que a única coisa que eu conseguia pensar era ''eu preciso ver isto com os meus próprios olhos''. E foi o que eu fiz... Corri atrás dos livros digitais dele e comecei à ler o primeiro volume na mesma noite. Só que, por mais ''preparado'' que eu pudesse estar, nada poderia ter amaciado a minha reação para o que eu encontraria pela frente.
.
Durante horas à fio debruçado sobre o meu e-reader, eu só me sentia enojado. Não conseguia acreditar que algo tão perverso e nauseante poderia ter fãs. O que, a propósito, ele tem - e muitos. A trama de uma jovem estudante que acaba ''se apaixonando'' pelo seu captor é propositalmente pesada. Repleta de cenas (desnecessárias) de violência, estupro, tortura e até mesmo abuso infantil, eu realmente não sei como conseguir chegar ao fim destes dois volumes (sem contar a ''novela'' extra, que se passa logo após o encerramento de ''Seduced in the Dark'') com a minha saúde mental inalterada. Não conseguia ver nada erótico ali... Era apenas horrível, por si só, e sem nenhum propósito.
.
Vejam bem, se a autora tivesse tratado os assuntos em questão de forma séria, como uma denúncia aos maus tratos, ao tráfico de pessoas, à pedofilia - eu teria achado a atitude louvável. Mas desde o primeiro momento, você percebe que não é esta a intenção da Sra. Roberts. Para ser sincero, acho que isto nem passou pela cabeça dela... O principal objetivo da autora era narrar um romance erótico, cujo o diferencial seria esta sua tendência apelativa ao escrachado, o estarrecedor e o nonsense.
.
Assim como a trama narrada, os protagonistas são tão nocivos quanto. Caleb, o sequestrador, não conseguiu captar a minha simpatia em nenhum momento - nem quando a autora tentava criar um passado cruel para justificar a psicopatia do seu ''mocinho''. Em nenhum momento, enxerguei uma mudança nele em favor à sua ''relação'' (por favor, foco nas aspas que eu usei) com Olivia. O cara é um monstro, gosta de ser um monstro, e quer ser um monstro. Ponto. Toda e qualquer mudança, com relação ao texto, é abrupta e forçada - não condizente em nenhum momento com as atitudes tomadas por ele ao longo da narrativa.
.
Já Olivia, a ''mocinha'', é uma porta. Literalmente. Ela sofre todo o tipo de agressão, tanto físico quanto psicológica, e ao invés de isto à estilhaçar... Ela se apaixona. A autora conseguiu superar todos os limites do verossímil ao usar a máxima da expressão ''bate que eu gamo''. Kitty, como ela é ''carinhosamente'' chamada por seu raptor (para que os dois não criem laços de afeto profundo, olhem só) pode estar comendo o pão que Você Sabe Quem amassou, mas isto só à faz querer estar mais e mais perto de seu par. O que é ridículo, mesmo se formos pensar que a garota está mentalmente instável, devido à todos os acontecimentos.
.
Para fazer um resumo da ópera, tudo o que eu posso dizer é: NÃO, por favor, NÃO percam o precioso tempo de vocês lendo este livro. Como eu já disse no começo desta resenha, o nível de ''mau gosto'' dele ultrapassa todas as fronteiras do aceitável. Acho que, nem se você tiver estômago forte (e for muito liberal), conseguiria ''apreciar'' a narrativa duvidosa. Esta simplesmente se tornou a minha pior leitura do ano (quiçá uma das piores de todos os tempos). E acho que vai ser MUITO difícil algum outro livro tirar este posto dele. É.
.
.
Sobre a autora:
.
CJ Roberts é uma escritora independente. Ela adora histórias sombrias e eróticas com toques de tabu, e seu trabalho tem sido chamado ''sexy'' e ''perturbador'', ambos na mesma frase. Ela nasceu e cresceu no sul da Califórnia. Após o colegial, ela ingressou na Força Aérea dos EUA em 1998, serviu 10 anos e viajou o mundo. Sua parte favorita da viagem é buscar o submundo da cidade. Ela é casada com um homem incrível e talentoso que nunca pára de impressionar ela, pois eles têm uma filha linda. Seu romance de estréia, Captive in the Dark (The Duet Escuro, Book 1), está disponível em ebook e livro. Seguido por Seduzido in the Dark (The Duet Escuro, Book 2). Ela também escreve contos sob o nome de Jennifer Roberts.
.
SÉRIE: The Dark Duet
TÍTULOS: Captive in The Dark, Seduced in the Dark & Epilogue
AUTORA: C.J. Roberts
EDITORA: Creatspace (Amazon.com)
NOTA: 0,5 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...