sexta-feira, 5 de julho de 2013

Resenha: Amazon, Guerreiros da Amazônia

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Na Floresta Amazônica, uma cidade, um segredo. 
.
Das sombras surge uma ameaça tenebrosa, um homem terrível com seus capangas e robôs. Do "Templo da Luz", um chamado. 
.
Três jovens, "Armaduras Sagradas", e uma missão tão importante quanto a vida. Está começando uma corrida contra o tempo para salvar a floresta da devastação. Chegou o momento de convocar os Guerreiros da Amazônia. 
.
Você não pode fugir do seu destino!
.
O que eu achei?
.
Sabe aquele tipo de livro infanto juvenil que, depois que você lê, acaba inevitavelmente pensando ''Por que não me  pediram ele nos tempos da escola''?! Foi mais ou menos esta sensação que tive ao abrir ''Amazon, Guerreiros da Amazônia: O Templo da Luz'', de Ronaldo Barcelos e com ilustrações  de Ronaldo Santana. Este é o primeiro volume de uma trilogia, que conta a história do surgimento de um grupo de heróis nacionais, cujo principal objetivo é proteger a Floresta Amazônica, tanto sua fauna quanto sua flora. 
.
A história começa quando os jovens  Allan, Cynthia e Kleyton estão fazendo uma viagem para Manaus, mas o avião em que eles estavam sofre uma pane, e os três acabam perdidos na mata - sem orientação, sem comida e sem nenhum tipo de comunicação. Como se não bastasse, o trio também adoece devido à ingestão de alguns cogumelos venenosos. Neste momento eles são achados por um grupo de índios, que percebendo a gravidade da situação deles, resolve levá-los para uma distante e pouco conhecida tribo: os Amazons.
.

O lugar é uma espécie de último refúgio de todos os nativos da região, e lá eles são tratados e curados. Mas o fator mais importante é que nem tudo parece que foi por acaso. Os Amazons possuíam uma antiga profecia, em que dizia que um dia, jovens forasteiros chegariam à tribo e se transformariam em guerreiros - que protegeriam não só o seu povo, como também todo o território. E o grupo acredita cegamente que o trio sejam os primeiros representantes desta predição. À partir deste momento, Allan, Cynthia e Kleyton vão mergulhar à fundo no universo indígena, conhecendo suas lendas, sua cultura e - é claro - os seus inimigos.
.
Como eu disse no começo, assim que eu comecei à ler ''Amazon'', tudo o que eu queria era poder voltar no tempo e conhecer a história através do meu eu de 11 anos de idade. Nos meus tempos de escola, sofria bastante com as escolhas pedagógicas dos meus livros paradidáticos - e acho que a proposta de educação ambiental presente nas páginas de ''O Templo da Luz'' seria perfeita para ensinar aos alunos o gosto pela leitura, entreter e criar boas discussões para a sala de aula. O livro tem uma narrativa muito fluída e fácil, ideal para o público alvo - sem falar no trabalho incrível das ilustrações (que são lindas, aliás), que fazem o ofício das descrições do livro e deixam o texto bem mais leve e enxuto. Em nenhum momento a leitura ficou cansativa, e todos os fatos se desenrolam em um ritmo ideal.
.
O livro é repleto de cenas de ação e aventura, mas o que mais me chamou a atenção foi justamente a cultura indígena. Eu me lembro que, quando era criança, eu simplesmente era apaixonado pelas suas  lendas e pelos  seus costumes. Este detalhe me conquistou muito, pois fui preenchido com uma sensação de nostalgia que à tempos não sentia - sem falar que eu acabei percebendo que o mercado editorial nacional está necessitado de boas tramas que envolvam mais este nosso regionalismo de forma atraente e diferenciada, assim como ''Amazon''.
.
Eu não poderia terminar esta resenha sem comentar o brilhante trabalho gráfico apresentado no volume. O livro, além das ilustrações, é bastante colorido e impresso em folha cartonada diferenciada. Toda a diagramação e formatação é muito bonita, capaz de encher os olhos não só dos mais novos, mas de adultos também (assim como eu). Enfim, eu curti bastante ''Amazons'' - e confesso que foi bem mais do que eu esperava. Li o livro todo em uma manhã preguiçosa de domingo, e terminei ele com aquele doce (e inestimável) gosto de quero mais. Super recomendo ele para as crianças de todas as idades, dos 8 aos 80, e nem preciso dizer que preciso da continuação dele para ontem, não é mesmo?!
.
Booktrailer:
.
   
.
Sobre o Autor:
.
É Carioca, Faixa Preta de Jiu-Jitsu e Publicitário Pós-graduado em Film & TV Business pela FGV. Desde criança, sempre foi curioso acerca de biografias, religiões e filosofias. Em 1999, iniciou o Projeto Amazon, com o sonho de produzir desenho animado 100% brasileiro para televisão. O destino o conduziu para a internet, com um site, onde produziu 100 minutos de animação. Ao longo do projeto, percebeu que os esforços de comunicação dos ambientalistas e da imprensa, em grande parte, estavam focados no público adulto. Por paixão, idealismo e uma visão empresarial sustentável, resolveu estudar a região Amazônica e dedicar parte de sua vida na produção de uma trilogia literária, utilizando como argumento, heróis que, com poderes de animais da floresta, passariam a defendê-la. Tudo isso, num romance de aventura, com a missão de divertir e educar as crianças e os jovens, difundindo o conhecimento numa fusão entre ficção e realidade.
.
TÍTULO:   Amazons, Guerreiros da Amazônia - O Templo da Luz
SÉRIE: Amazons, Guerreiros da Amazônia
PÁGINAS: 208
AUTOR(A):  Ronaldo Barcelos
EDITORA: RJR Produções 
NOTA: 4,5 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...