terça-feira, 11 de junho de 2013

Resenha: Pushing The Limits

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Ninguém sabe o que aconteceu na noite em que Echo Emerson, uma das garotas mais populares da escola, se transformou em uma esquisita cheia de cicatrizes nos braços e alvo preferencial de fofocas. Nem a própria Echo consegue se lembrar de toda a verdade sobre aquela noite terrível. Ela só gostaria que as coisas voltassem ao normal.
.
Quando Noah Hutchins, o cara lindo e solitário de jaqueta de couro, entra na vida de Echo, com sua atitude durona e sua surpreendente capacidade de compreendê-la, o mundo dela se modifica de maneiras que ela nunca poderia ter imaginado. Supostamente, eles não têm nada em comum. E, com os segredos que ambos escondem, ficar juntos vai se mostrar uma tarefa extremamente complicada.
.
Ainda assim, é impossível ignorar a atração entre eles. E Echo vai ter de se perguntar até onde é capaz de ir e o que está disposta a arriscar pelo único cara que pode ensiná-la a amar novamente. Pushing The Limits é um livro sexy e envolvente sobre o amor de duas pessoas que estão perdidas e que juntas tentam desesperadamente se encontrar.
.
O que eu achei?
.
Como já havia dito antes no Facebook, eu não sabia muito bem o que esperar de ''Pushing The Limits''. O livro foi super bem recebido (tanto nos EUA quanto aqui no Brasil), e estava sendo vendido como um ótimo exemplo da nova onda de ''New Adults''. Mas, antes de mais nada, a primeira coisa que eu constatei é que - não, ele não é um New Adult. Não mesmo... 
.
Na verdade, ele é um Jovem Adulto de corpo e alma. Os personagens falam de sexo abertamente, possuem ''responsabilidades'', mas o ambiente escolar prevalece - e boa parte dos obstáculos que surgem para o casal de protagonista se deve simplesmente pelo fato dos dois serem menores de idade. O que me leva à perguntar: Por quê classificaram este livro como NA? Não faz sentido nenhum, e a história não perde nem um décimo de sua força por ser uma YA.
.

Enfim, já que estamos falando da força da trama construída por Katie McGarry, talvez o que tenha mais me chamado a atenção nele foi justamente a tensão e o clima meio deprimido que o livro exala desde o seu primeiro capítulo. Apesar de ser um romance em sua essência, ele não é necessariamente o seu foco. Sim, nós temos ''momentos suspiro'' em Pushing The Limits. Mas, já aviso: não são muitos. Aqui nós não temos adolescentes alegrinhos e desmiolados fazendo bobagens porque estão apaixonados. A história é sobre como a vida é dura, e que existem mais momentos para encarar a realidade do que para ''escapar'' dela. É sobre amadurecimento precoce e escolhas. É sobre como pessoas despedaçadas se encontram e tentam recriar algo juntos.
.
Pois é isto o que Noah e Echo são: duas pessoas completamente despedaçadas. E, mesmo assim, os protagonistas não ficam de ''mimimi'' pelos cantos...  Pelo menos, não por pouca coisa. Tanto ele quanto ela possuem ''N's'' motivos para serem as pessoas mais odiosas do mundo. Mas eles não o são. Eu curti muito a forma que a autora construiu a personalidade do casal deste jeito, deixando os dois transparecem as suas fragilidades  - mas não soando para o leitor como se eles fossem fracos.
.
Mesmo não sendo a história mais feliz do mundo, eu me surpreendi bastante com o volume. Mesmo não tendo se tornado uma das minhas leituras favoritas, eu super recomendo ''No Limite da Atração'' (como o livro foi publicadopor aqui). É uma leitura fluída e fácil, os personagens são bons, mas - sinceramente, eu acho que a pessoa precisa estar em um humor muito positivo para ler... A vida dos protagonistas é bem ''real world'', no sentido mais claro da palavra. E, eu sei bem e não recrimino, nem sempre é o que estamos procurando em certos momentos.
.
Sobre a Autora:
.
Katie McGarry foi adolescente na época do grunge e das boy bands e se recorda desses anos como os melhores e os piores de sua vida. Ela gosta de música, finais felizes e reality shows, e torce secretamente pelo time de basquete da Universidade de Kentucky. Katie adora interagir com seus leitores. Você pode entrar em contato com ela pelo seu site pessoal, pelo Twitter @KatieMcGarry ou pelo Facebook.
.
TÍTULO:  Pushing The Limits
PÁGINAS: 416
AUTOR(A):  Katie McGarry
EDITORA: Harlequin Teen
NOTA: 4 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...