terça-feira, 14 de maio de 2013

Resenha: City of Fallen Angels

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
A Guerra Mortal acabou, e Clary Fray está de volta a Nova York, sua amada terra natal, excitada com todas as possibilidades que se estendem à sua frente. Agora ela poderá treinar para ser uma Caçadora de Sombras e usar o seu dom único. Sua mãe se casará com o amor de usa vida. Seres do Submundo e Caçadores finalmente estão em paz. E - o mais importante de tudo - Clary finalmente pode chamar Jace de seu namorado. Mas nada chega sem um preço.
.
Alguém anda assassinando Caçadores de Sombras, provocando tensões que podem levar à uma segunda guerra sangrenta. O melhor amigo de Clary, Simon, não pode ajudá-la. Por onde ela anda, todos o querem ao seu lado - devido ao poder da maldição que arruinou a sua vida. Além disto, ele está saindo com duas lindas e perigosas garotas - é claro, sem uma saber da existência da outra.
.
Quando Jace começa a evitar Clary sem qualquer explicação, ela é forçada à mergulhar no coração de um mistério, cuja solução se revelará ser o seu pior pesadelo: Ela colocou em movimento uma cadeia de eventos terríveis que podem levá-la a perder tudo o que ela ama. Inclusive Jace.
.
O que eu achei?
.
Este mês, resolvi seguir o exemplo da Mah (do blog Toc por Leitura) e me dedicar apenas aos meus livros físicos. Recentemente percebi que eu meio que estava ficando viciado em ler apenas os exemplares digitais que eu tenho, então - para quebrar este paradigma - resolvi apostar em um que estava encostado na minha estante por pura procrastinação (ou, falando em português claro, ''preguiça de ler em inglês''): The Mortal Instruments - City of Fallen Angels, da Cassandra Clare.
.
Como vocês já sabem, a minha relação com a série ''Os Instrumentos Mortais'' é super estranha. Eu odeio com todo o meu coração o primeiro livro. Acho o segundo bem legal. E simplesmente sou apaixonado pelo terceiro. Por isso, eu não sabia muito bem qual seria a minha reação à esta retomada da série (já que, todos sabem, a saga deveria ter sido finalizada em ''Cidade de Vidro''). E esta minha incerteza fez com que eu não criasse expectativa nenhuma com o volume - o que, devo confessar, acabou contribuindo e muito para a minha leitura deste novo capítulo.
.
Para começar, acho que vale ressaltar aqui a total confiança em seu universo e em seus personagens que a autora transborda em suas palavras. Foi principalmente isto que eu senti falta em ''Cidade dos Ossos''. Com o decorrer da série, vi o domínio dela sobre a história crescer à cada livro. Em ''City of Fallen Angels'', pude perceber uma Cassandra Clare mais focada, com uma narrativa mais fluída e uma storyline centrada e linear. Adorei o fato das cenas se intercalarem, e de o leitor poder ver as conexões. Todas elas são essenciais, e tudo é explicado no próprio livro.
.
Outro ponto que eu gostei bastante foi o destaque que ela deu para o Simon em toda a trama. Ele deixou de ser apenas o ''melhor amigo apaixonado''. Agora ele tem os seus próprios conflitos. O personagem cresceu bastante no volume anterior, ganhando novas nuances e moldando a sua personalidade. Agora nós podemos ver que ele é tão protagonista quanto Clary & Jace. E por falar no casal, já vou logo dizendo que os dois me irritaram bastante neste aqui. Nem tanto a srta. Fray, mas o seu namorado mesmo. Desde o começo, eu previ que o simples fato dele não abrir a maldita boca e conversar com ela sobre toda confusão que estaca acontecendo em sua cabeça (devido à toda loucura que é revelada no livro 3) acabaria se transformando em uma imensa bola de neve e esmagando à tudo e a todos... E o que acontece? Bom, acho que não preciso nem dizer. Mas se você for um rapaz como eu, vai descobrir que DR's são mais importantes do que nós pensamos.
.
Enfim, mesmo querendo matar o Jace à cada cena em que ele aparecia, eu gostei bastante de ''City of Fallen Angels''. No final do livro, aconteceu algo que eu já suspeitava que iria acontecer desde o encerramento de ''Cidade de Vidro'', mas isto não tirou o impacto do desfecho, muito pelo contrário. Foi uma leitura que me prendeu de verdade, e mesmo não sendo tão ''breathtaking'' quanto o seu antecessor, eu finalizei ele tão empolgado quanto. Agora sim posso entender todo o entusiasmo com a série, e mal posso esperar a hora de começar o meu ''City of Lost Souls'' (que, por acaso, eu já tenho. E que, com certeza, vai ser o meu próximo livro).
.
Booktrailer:
.
   
ps: Quem conseguir assistir ao vídeo acima sem sentir vergonha alheia, ganha uma bala -nnn
.
Sobre a autora:
.
Cassandra Clare nasceu em uma família americana no Teerã, Irã e passou grande parte de sua infância viajando pelo mundo com sua família, incluindo uma caminhada pelo Himalaia quando criança, que foi quando ela passou um mês vivendo na mochila de seu pai. Antes dos seus dez anos de idade ela morou na França, Inglaterra e Suíça. O fato de que sua família se mudava muito, ela encontrou familiaridade nos livros e estava sempre com um livro debaixo do braço. Ela passou seus anos de escola em Los Angeles, onde ela costumava escrever histórias para divertir seus colegas, incluindo um romance épico chamado "The Beautiful Cassandra", baseado na homônima história de Jane Austen.
.
Após a faculdade, Cassie viveu em Los Angeles e Nova York, onde trabalhou em várias revistas de entretenimento e até mesmo em alguns tablóides bastante suspeitos, onde ela relatou sobre a viagem ao mundo de Brad e Angelina e as avarias do guarda-roupa de Britney Spears. Ela começou a trabalhar no seu romance YA, Cidade dos Ossos, em 2004, inspirada na paisagem urbana de Manhattan, sua cidade favorita. Ela dedicou-se em tempo integral em sua ficção fantasia.
.
TÍTULO:  The Mortal Instruments: City of Fallen Angels
SÉRIE: Os Instrumentos Mortais
PÁGINAS: 424
AUTOR(A):  Cassandra Clare
EDITORA: Simon & Schuster
NOTA: 4,0 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...