sábado, 19 de maio de 2012

Resenha: A Invenção de Hugo Cabret

''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Hugo Cabret é um menino órfão que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930. Esgueirando-se por passagens secretas, Hugo toma conta dos gigantescos relógios do lugar: escuta seus compassos, observa os enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento da máquinas.
.
A sobrevivência de Hugo depende do anonimato:ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada cruzam o caminho do garoto.
.
Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e uma homem mecânico estão no centro desta intrincada e imprevisível história, que, narrada por texto e imagens, mistura elementos dos quadrinhos do cinema, oferecendo uma diferente e emocionante experiência de leitura.
.
O que eu achei?
.
Ler ''Hugo Cabret'', para mim, foi apaixonante. Ponto Final. Se eu pudesse resumir a minha resenha, ela seria assim. Mas não se preocupem, a review não vai ser só isto - por mais que eu esteja lutando até agora para conseguir transmitir em palavras tudo o que eu senti ao ler este livro.
.
Acho que o que mais me conquistou em ''A Invenção de Hugo Cabret'' foi a forma como ele foi escrito. A história  não é contada apenas com palavras e, muitas vezes, um capítulo inteiro é narrado apenas através de desenhos. Desde pequeno, sempre fui louco por ilustrações, mas nunca - nem em meus sonhos mais loucos - eu poderia imaginar que elas poderiam contar tão bem, e de maneira tão rica em detalhes, uma passagem de um livro. E, por incrível que pareça, é mais do que possível.
.
Mesmo sendo narrado deste jeito bastante peculiar, toda a história e seus personagens foram muito bem construídos. É possível sentir toda a magia e o deslumbramento presente no livro em cada palavra e em cada rabisco feito por Brian Selznick. O que, por si só, é bastante engraçado, já que a ''mágica'' presente no livro não é exatamente a mesma daquele tipo que encontramos em obras sobe magos, feiticeiras, fadas e outras coisas do tipo. Na verdade, a ''mágica'' de Hugo Cabret é criada em máquinas e está presente na cidade de Paris do século XX, em estações de trem, pequenas lojas de brinquedos, relógios, autômatos, em livrarias e nas origens do cinema.
.
E por falar em cinema, uma coisa que eu tive certeza depois que terminei de ler o livro foi que nem tão cedo eu quero ver a recente adaptação da história para as telonas. Não me entendam mal. É que, o livro me impressionou de tal maneira que, na minha opinião, nem mesmo Martin Scorcese conseguiria transportar toda a fantasia arraigada nas páginas do romance para a película em 3D. Sei que posso estar enganado, mas prefiro não me arriscar com uma decepção deste porte.
.
Tendo dito isto, acho que não consigo continuar esta resenha sem começar à parecer piegas e sentimentaloide. Tudo o que eu posso dizer é: LEIA. Com certeza você vai se apaixonar tanto quanto eu pela incrível história presente nas páginas rebuscadas de ''A Invenção de Hugo Cabret''.
.
Meu Quote Favorito:
.
'' - Às vezes eu venho aqui, de noite, mesmo quando não estou cuidando dos relógios, só para olhar para a cidade. Sabe, as máquinas nunca têm peças sobrando.  Elas tem o número e o tipo exato de peças que precisam. Então, eu imagino que, se o mundo inteiro é uma máquina, eu devo estar aqui por algum motivo. E isso quer dizer que você, também, deve estar aqui por algum motivo.'' 
Página 378
.
Sobre o Autor:
.
Brian Selznick é um autor e ilustrador de livros infantis, vencedor da Medalha Caldecott, nascido em 14 de Julho de 1966 em East Brunswick Township, Nova Jérsei. Ele se graduou na Escola de Design Rhode Island e trabalho por três anos no Eeyore's Books for Children, em Manhattan, enquanto trabalhava no seu primeiro livro, The Houdini Box.
.
A Invenção de Hugo Cabret, livro lançado por ele no ano de 2007 pela Scholastic Plublishing, recentemente ganhou uma adaptação cinematográfica, que concorreu ao Oscar e foi dirigida pelo renomado Martin Scorcese.
.
TÍTULO:  A Invenção de Hugo Cabret
TÍTULO ORIGINAL: The Invention of Hugo Cabret
PÁGINAS: 534
AUTOR(A):  Brian Selznick
EDITORA: Edições SM
NOTA: 5 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...