sábado, 28 de janeiro de 2012

Resenha: Esperto como o diabo...

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Cassel vem de uma família de Curse Workers - Pessoas que têm o poder de mudar as suas emoções, lembranças, sua sorte,com o mais leve toque de suas mãos. Desde que o trabalho se tornou ilegal, todos eles são bandidos e ladrões. Exceto Cassel. Ele não tem o toque mágico, por isso é um estranho, o garoto direito em uma família torta. Só falta um pequeno detalhe... ele matou sua melhor amiga, Lila, há três anos. 
.
Desde então, Cassel tem uma fachada de normalidade cuidadosamente construída, se misturando na multidão. Mas a fachada começa a desmoronar quando ele começa a ter sonambulismo, conduzido durante a noite por pesadelos sobre um gato branco que quer dizer alguma coisa. Ele está começando a perceber as coisas preocupantes, incluindo o comportamento estranho de seus dois irmãos. Eles guardam segredos sobre ele, preso com um ar misterioso. Então Cassel começa a suspeitar que é parte de uma grande farsa, e também quer saber o que realmente aconteceu com Lila. Pode ser que ela ainda esteja viva?
.
O que eu achei?
.
Sabe aquele livro que você espera tanto, mas tanto, que - assim que você coloca as suas mãos sobre ele - até tem medo de se decepcionar? Então, este era o meu caso com White Cat. Tudo nele (desde a capa, passando pela sinopse, e até mesmo o nome da autora) deixavam as minhas expectativas lá em cima... E eu quase enlouqueci quando recebi o livro. Para muitos, isto é um ótimo sinal. Para mim, na verdade, eram só vários motivos para ficar com todos os meus pés atrás (principalmente levando-se em conta o meu histórico).
.
Mas é claro que, no fim, todo este meu pânico das coisas ''darem errado'' foi infundado. A Holly Black não só atingiu em cheio todas as minhas expectativas, como também as superou com folga. Confesso que fazia bastante tempo que eu não lia uma história de fantasia jovem tão inteligente e bem estruturada como a série The Curse Workers e, já neste meu primeiro contato com o seu universo, tudo nele me conquistou.
.
Ao criar um mundo repleto de Maldições, Trapaças e Vigaristas, a autora conseguiu brincar bastante com o que é ''certo'' e o que é ''errado''. Não há nenhum tipo de lição de moral por detrás das ações dos personagens - e eu adorei isto! Sem falar que ela conseguiu transmitir a sua história sem nenhum tipo de paternalismo, empregando em sua narrativa um certo ar Noir - digno de filmes sobra a Máfia.
.
Porém, a grande força motora que conduz o livro com maestria é o seu protagonista. Cassel Sharpe é um trambiqueiro, mentiroso nato e - mesmo assim - consegue ser um bom garoto. Último filho de uma família mergulhada até a cabeça nas artes do Crime,o rapaz é dono de uma personalidade esperta e uma língua incontrolável. Eu sou do tipo de pessoa que não se dá muito bem com protagonistas masculinos (Estranho, eu?! Imagina...) mas o Cassel é um caso à parte. Não tem como não se simpatizar com ele - e com a sua a sua vida, um tanto quanto ''condenável''.
.
Além disto, o livro conta com um ritmo surpreendente. A cada capítulo  que passava, uma reviravolta diferente acontecia na trama. Antes que eu desse por mim, já estava no final da história. Quando cheguei neste ponto, eu literalmente comecei a frear a minha leitura, só para não sair daquele submundo repleto de Curse Workers.
.
Ao terminar o volume, eu estava sem fôlego e completamente apaixonado. Na hora, eu tive vontade de abandonar a minha gigantesca lista de leitura e sair correndo atrás de Red Glove (o segundo volume da série, que já foi publicado lá fora). Só que eu consegui me controlar, e acho que foi melhor assim. Mas isto não significa que eu não esteja ansioso para por as minhas mãos na continuação - muito pelo contrário. Eu, na verdade, só quero aproveitar por um bom tempo todas as possibilidades que este universo genial criado pela Holly Black pode oferecer.
.
Para terminar, não tenho nem o que acrescentar... Leitura obrigatória!
.
Meus Quotes Favoritos:
.
''- Às vezes - disse Sam - Eu não consigo dizer quando você está mentindo.
- Eu nunca minto - eu menti.''
Página 29
.
''A amizade é um saco.''
Página 93
.
'' - (...) Você sabe o que dizem sobre garotos como você? Esperto como o diabo, mas duas vezes mais bonito.''
Página 122
.
'' - Você tem um talento real para chutarem o seu traseiro.''
Página 246
.
''Não existe nada como um tiro para transformar você na alma da festa.''
Página 283
.
A Autora:
.
Holly Black é a autora best-seller de romances de fantasia contemporânea para adolescentes e crianças. Seu primeiro livro, Tithe: Fadas Ousadas e Modernas, foi publicado em 2002 pela Simon & Schuster.
.
Tithe era chamado de "escuro, nervoso, lindamente escrito e compulsivo de ler" pela Booklist, recebeu críticas aclamadas da Publisher's Weekly e Kirkus, e foi incluída nos melhores livros da Associação Americana de Bibliotecas para Jovens Adultos.
.
Holly, desde então, escreveu dois outros livros no mesmo universo, Valiant (2005) e, a sequela de Tithe, Ironside (2007), que passou cinco semanas na lista de bestsellers do New York Times. Valiant foi um dos finalistas para o Prêmio Mythopoeic para leitores jovens e ganhador do Prêmio Andre Norton de Excelência em Jovem Adulto de Literatura.
.
TÍTULO: White Cat
SÉRIE: The Curse Workers
PÁGINAS: 310
AUTOR(A): Holly Black
EDITORA: Simon & Schuster
NOTA: 5 Estrelas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...