quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Coluna: Julgando Livros Pela Capa #5

.
Eu sou muito preguiçoso - isto é um fato incontestável... Tanto é que, sempre que eu penso em fazer mais uma edição da coluna ''Julgando Livros Pela Capa'', eu sempre desisto - justamente por ela dar um hiper trabalho. Mas, como vocês puderam perceber, eu venci esta minha preguiça. Quero dizer, ela ainda reina algumas vezes, mas - como vocês puderam ver no nosso último ''Eu Quero!'' - eu estou tão animado com a compra do terceiro livro da trilogia Jogos Vorazes (que deve chegará a qualquer momento, e que provavelmente vai estrelar o nosso próximo ''Meu Carrinho''), que eu resolvi fazer um post dedicado todinho à série criada pela Ultra Talentosa (para não dizer ''Rainha dos Escritores Sádicos'') Suzanne Collins!
.
.
Estados Unidos: Eu gosto e, ao mesmo tempo, não gosto da capa americana. Eu sei, é confuso! Mas para explicar, eu vou dizer o que penso... Bom, para começar, a idéia da simbologia do ''Tordo'' estar presente nas três coberturas me fascinam. Ele estar representado como o broche de Katniss no primeiro, ao meio de um alvo no segundo, e voando livre no terceiro, me diz MUITO sobre a história. Sem falar também que as edições de lá contam com um papel metalizado, que sempre me fascinou. Mas, eu acho a formatação dela estranha. Sei lá, me lembra um livro de ficção dos anos 80. Talvez seja esta a intenção, mas eu não vou muito com a cara dela.
.
.
Brasil: Então, como eu já disse várias vezes aqui nesta coluna, a formatação faz toda a diferença. A editora Rocco - tradicionalmente - mantém às artes das capas originais... Mas, em alguns casos, eles acertam a mão  e uma mesma imagem acaba tendo um destaque maior. Foi assim com os dois últimos ''Harry Potter''. E foi assim com as edições nacionais da Trilogia ''Jogos Vorazes''. No princípio, eu também não ia com a cara delas. Mas, depois de vê-las todas ao vivo, a minha opinião mudou. Tanto o título do livro quanto as ilustrações dos ''Mockingbirds'' são em alto relevo... E a saturação da capa deixa as cores das capas mais atrativas (inclusive à minha favorita: ''A Esperança'', que apesar de não ter o melhor nome do mundo, tem a capa mais bonita dos três! *-* ).
.
.
Alemanha: Apesar de muita gente ODIAR capas no estilo ''carão'', eu gosto muito destas coberturas alemãs. Ela é completamente diferente do estilo americano, e mesmo mantendo a mesma característica nas três, cada uma mantém seus elementos próprios. Se você perceber, as folhas representam um momento da trilogia, e este recurso foi muito bem impregado pela editora europeia. No primeiro, temos Katniss olhando entre as folhagens cobertas de sangue. Na segunda, elas estão vermelhas e molhada por lágrimas. Já na última imagem elas estão em chamas, uma referência clara à rebelião dos Distritos de Panem. Por falar em ''Panem'', a série por lá não se chama ''Jogos Vorazes'' e sim ''Os Tributos de Panem''.
.
.
Reino Unido (Infantil): Assim como muitas capas inglesas (menos as dos livros da Meg Cabot), as capas de lá da trilogia também fazem parte do meu Hall de favoritos. Apesar de ser meio indeferente à cobertura de ''Em Chamas'' (meio sem graça, na minha opinião), as ilustrações dos outros dois me encantam - nem preciso dizer que tenho uma queda especial por imagens com penas... Enfim, como uma curiosidade, a capa de ''Jogos Vorazes'' da Terra da Rainha tem a opção de escolha. A letra ''HG'' é vasada, e a orelha do Jacket formam dois cards, onde o leitor pode escolher se é Team Katniss ou Team Peeta (eu odeio este termo, ''team'', mas juro que não resisti! =X). Isto é ou não é MUITO amor?! *-*
.
.
Reino Unido (Adulto): Eu até hoje gostaria de entender qual é o trauma que os ingleses tem de ler livros ''Infanto-Juvenis'' ou ''Jovem Adulto'' com capas coloridas?! Toda vez que um livro destes dois segmentos alcança reconhecimento, e atiça a curiosidade dos marmanjos, as editoras são obrigadas (entre aspas) à fazer uma versão mais madura das ilustrações para atender este público. Para mim, este comportamento chega à ser mais infantil do que andar por aí com uma capa toda colorida. Enfim, como ''Jogos Vorazes'' não fugiu á regra, a Scholastic inglesa também fez versões adultas para a série, com imagens que remetem às capas originais americanas. Eu realmente não achei feia, mas não chamou a minha atenção... ''(
.
.
Taiwan: Eu sempre faço uma grande referência as capas adaptadas de Taiwan, e este caso não é muito diferente... Apesar de ''A Esperança'' ainda não ter sido lançado por lá, as artes dos dois primeiros livros são um verdadeiro arraso! Elas mantém as referências ao ''Tordo'' presente nas ilustrações americanas, mas eles deram um toque TODO especial, que deixa a capa única. Se eu tivesse muito dinheiro, eu juro que comprava esta edição só para deixar enfeitando a minha estante!
.
.
Portugal: Como podem ver, nem tudo é perfeito... Como eu disse aqui mesmo neste post, uma formatação pode melhorar ou arruinar uma capa de um livro. Portugal, é claro, infelizmente ocupa a segunda posição. A imagem presente na cobertura do livro é a mesma presente nos EUA, no Brasil, e em vários outros lugares, mas a imagem está TÃO poluída, TÃO cheia de informações, que acabou deixando a capa quase irreconhecível, como se fosse um poster de propaganda da série... É triste, mas considero esta adaptação uma das mais feias. #Minha Opinião

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...