terça-feira, 31 de maio de 2011

Meme: Book Blogger Hop #8

.
É, o post do ''Book Blogger Hop'' está dois dias atrasado... Mas aqui está ele, com mais uma pergunta e mais uma resposta para o meme das meninas do ''Murphy's Library''.
.
Para quem não conhece, o meme nada mais é do que uma forma mostrar a diversidade de blogs literários que temos no Brasil — e conhecer um pouquinho mais dos blogueiros também. Nele, cada um responde à uma mesma pergunta envolvendo o universo literário, publicando ela no seu próprio blog e compartilhando o link no Post Original do ''Murphy's''.
.
E a pergunta desta semana é:
.
Qual adaptação de livro para o cinema você mais gostou? E qual você menos gostou?
.
Minha Resposta:
.
Como sempre, uma pergunta difícil... Até por quê, metade (ou mais da metade) dos meus DVD's de filmes são de adaptações literárias. Não importa se o resultado final ficou uma obra de arte ou uma verdadeira porcaria - eu sempre compro! Por isso acho que eu vou acabar fugindo das respostas usuais...
.
No quesito ''Melhor Adaptação'' eu fico com o lançamento de 2005: ''As Crônicas de Nárnia: O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupas''. Muita gente pode discordar de mim, mas eu simplesmente AMO este filme. Ele é tão colorido, as cenas são tão fascinantes e grandiosas que, mesmo - às vezes - fugindo do romance original de 1950, todo o espiríto, as mensagens e a magia do livro se traduzem na tela. Nada se compara à sensação de deslumbramento que tive ao entrar com Lúcia pela primeira vez no Guarda-Roupa da Sala Vazia. Ás vezes, eu coloco o meu DVD só para ver as paisagens tão belamente criadas para as terras de Nárnia.
.
Já quando o assunto é ''Pior Adaptação'', um filme que sempre me tira do sério é ''O Diário da Princesa 2: O Casamento Real''. Tudo bem, o filme nem é uma adaptação direta da série - só uma continuação em cima da história do primeiro. Só que é aí que está o ponto: tudo aquilo que o filme original tinha que nos faziam lembrar que a película era uma adaptação da obra homônima de Meg Cabot, o segundo faz questão de esquecer e fingir que aconteceu em um passado muiiito distante. O resultado? Somos obrigados a ver duas horas de uma comédia romântica infantilóide, com humor forçado, repleta de personagens caricatos e que tenta se segurar em cima do carisma de Anne Hathaway e Julie Andrews (o que foi uma pena, já que o 1° filme dava um gancho ótimo para a continuação - que poderia ter sido um pouco mais ''fiel'' ao universo da série, assim como o antecessor).
.
Link do Meme.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...