segunda-feira, 21 de março de 2011

Resenha: Que os Jogos Vorazes Comecem!

''Na Minha Estante'' adverte: A resenha a seguir pode conter Spoilers ocasionais da trama abordada... Não que vá interferir em alguma coisa, mas é só para não falarem que eu não avisei! 
.
Sinopse:
.
Katniss escuta os tiros de canhão enquanto raspa o sangue do garoto do distrito 9. Na abertura dos Jogos Vorazes, a organização não recolhe os corpos dos combatentes caídos e dá tiros de canhão até o final. Cada tiro, um morto. Onze tiros no primeiro dia. Treze jovens restaram, entre eles, Katniss. Para quem os tiros de canhão serão no dia seguinte?... 
 .
Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! 
 .
Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes? 
.
O Que Eu Achei? 
.
.
O Ponto Alto
.
Eu poderia muito bem vir aqui e começar a inumerar as milhares de cenas marcantes de ''Jogos Vorazes'' - acreditam, só com isto eu poderia escrever um novo livro. Mas eu não vou fazer isto. Na verdade, A Leitura do livro, por si só, já pode ser considerado um ''Ponto Alto''.
.
Quem leu as minhas últimas resenhas, sabe que estou fazendo um trabalho de Hércules, tentando segurar os meus dedos para não dar maiores Spoilers. Só que, diferente dos outros livros, qualquer coisa que eu possa dizer aqui sobre a trama eu sinto que mataria e comprometeria qualquer leitura futura que possam ter do romance.
.
E foi este desejo de saber o que iria acontecer, aliado a minha total ''cegueira'' das consequências dos atos de Katniss e dos outros competidores dos Jogos que transformaram a minha leitura do livro uma experiência tão marcante e única. E foi esta sensação que eu vivenciei nos últimos quatro dias que, sem sombra de dúvidas alguma, foi o ''Ponto Alto'' do volume - e que eu quero compartilhar com todos.
.
Momento Desnecessário
.
Estou pensando seriamente em aposentar este tópico das resenhas que eu faço... Por quê? Bom, esta é a segunda resenha consecutiva em que, simplesmente, não consigo encontrar uma cena sequer em que eu poderia classificar como ''Momento Desnecessário''.
.
É Sério! Eu faço força para tentar encontrar uma passagem qualquer, mas ela simplesmente não vem. Para mim, tudo me pareceu muito bem interligado, cada uma com sua função na trama - seja para mostrar como a Capital governa os 12 Distritos de Panem, ou para deixar ainda mais claro as características da personalidade da Katniss (e das pessoas com quem ela encontra).
.
Por isso eu venho aqui pedir a ajuda de quem já leu ''Jogos Vorazes'' a deixar um ''Momento Desnecessário'' nos comentários da Resenha. Pois não é possível um livro ser tão bem narrado para chegar à este ponto - e ele nem tem a desculpa dos livros ''meios'' da Série ''O Diário da Princesa, já que este primeiro volume da trilogia conta com aproximadamente 400 páginas.
.
Será que eu estou tão chocado com este fato que nem consigo encontrar uma explicação racional para isto?!
.
Quem me conquistou?
.
Em um livro repleto de personagens muito bem construídos, fica meio difícil dizer quem foi que ''Me Conquistou''.
.
Porém, desde que Katniss citou ela pela primeira vez, eu sabia que poderia esperar grandes coisas de Rue, a particpante do Distrito 11 nos Jogos Vorazes. Ela é a mais nova entre os integrantes da Competição, mas nem por isso se mostra a mais fraca. Muito pelo contrário. A aliança entre ela e Katniss foi uma das coisas que eu mais esperei durante o livro, e os capítulos em que as duas passaram juntos foi uma ótima forma de aliviar a Tensão Iminente que nos circunda desde os primeiros capítulos.
.
Tudo poderia ser muito bom se não nos atentássemos para um pequeno detalhe: Estamos falando de um livro chamado ''Jogos Vorazes''. O que significa que gostar de qualquer personagem além da protagonista pode ser um erro sem tamanho...
.
Quem eu odiei?
.
Como eu disse no ''O que eu Achei?'', não existem vilões em ''Jogos Vorazes''...
.
Na verdade, todos são vítimas de um govermo sistemáticamente corrupto e ditatorial, representado pela forma sem rosto e sem corpo da ''Capital''. E é a ''Capital'' a grande vilã do livro. Não a cidade em si, como logo descobrimos ao ler o volume, mas quem a lidera.
.
A Capital pode não ter nenhum tipo de ''poder mágico'', mas ela consegue fazer mais estrago do que qualquer Ser Sobrehumano que vemos aos montes por aí, nos dias atuais. Só de ler este nome eu já me sentia ultrajado, revolatdo com qualquer ação que poderiam fazer contra a população sofrida dos 12 Distritos.
.
E é por isso que eu escolho ela como a Melhor Representante do ''Quem Eu Odiei?'' desde que eu comecei a escrever este Blog. O que é muita coisa...
.
A Capa
.
Algo curioso sobre a capa de ''Jogos Vorazes'': Eu sempre achei ela feia... Isto mesmo o que você leu. Feia. Mas é aí que está o segredo, já que eu nunca tinha visto ela ao vivo - nem mesmo em fotos no Flickr ou através de um vídeo no Youtube.
.
Então, acho que nem preciso dizer que - quando finalmente à vi com os meus próprios olhos - a minha opinião mudou rapidinho. E não só os detalhes - como o alto-relevo no broche em forma de tordo, ou no título - mas com a própria imagem. Pois, sim, ela chama a atenção. E, desde o princípo, o problema era comigo.
.
Por isso dou ''Dez Ágapes na Entrada da Cornucópia da Arena'' para a equipe de criação dos designers do livro.
.
Minha Playlist
.
Música: Perfeição - Artista: Legião Urbana
.
Antes mesmo de acabar a minha leitura de Jogos Vorazes, eu já sabia qual música eu escolheria para o tema desta desta resenha...
.
''Perfeição'' pode ter sido escrita por Renato Russo em uma época diferente, sob um contexto completamente diferente, mas ela é tão chocante, brutal e simplesmente bela quanto a estória criada pela americana Suzanne Collins.
.
E sabem o que é mais curioso nisto tudo? No exato momento em que eu lia a última página deste primeiro volume da trilogia ''The Hunger Games'', minha mãe colocava para tocar aqui em casa esta mesma música, sem saber de nada do que se passava na minha cabeça.
.
Coescidência? Eu acho que não...
.
TÍTULO: Jogos Vorazes
TÍTULO ORIGINAL: The Hunger Games
SÉRIE: Jogos Vorazes
PÁGINAS: 397
AUTOR(A): Suzanne Collins
EDITORA: Rocco
NOTA: 10,0

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...