quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Resenha: High School Trash

''Na Minha Estante'' adverte: A resenha a seguir pode conter Spoilers ocasionais da trama abordada... Não que vá interferir em alguma coisa, mas é só para não falarem que eu não avisei!
.
Sinopse:
.
A partir do momento que Hannah Sanders chegou à cidade de Maplecrest, ela sentiu que havia algo errado. Muitas casas estavam à venda, e a cidade parecia infectada por um silêncio sobrenatural. E então, no primeiro dia de Hannah no colégio, ela correu para um grupo de cheerleaders, as meninas mais populares da escola. O estranho era que elas eram quase idênticas na aparência: loira, bonita, e pálida. Mas Hannah quer desesperadamente se adaptar independentemente do que seu amigo Lukas está dizendo a ela. Quando seu sonho de ser uma delas começa a se tornar realidade ela vê que isso pode ser um pesadelo!
.
O que eu achei?
.
Quem leu a primeira edição da coluna ''Meu Carrinho'' sabe que eu comprei o 'Louras Zumbis'' em outubro do ano passado. Comprei, mas não li... Quero dizer, quase isto. Eu até tentei ler ele junto com outros dois livros, mas as histórias estavam ficando TÃO emboladas na minha cabeça que eu decidi dar um tempo nele. E este tempo durou até o Final de Semana passado.
.
Quando retornei a leitura, não me lembrava de quase nada. E acho que assim foi até melhor, pois manteve um gostinho de ''novidade'', que com certeza eu não sentiria se ainda me recordasse do que eu já tinha lido.
.
Antes de mais nada, o que eu tenho a dizer sobre ''Louras Zumbis'' é que ele é TRASH. Não ''trash'' do sentindo ''ruim de ser lido'', mas de forma intencional. Como aqueles filmes de sábado á noite que, mesmo não levando à sério, nós vemos mesmo assim. Ou como aquelas músicas que nossos pais escutavam nos anos 80, e que nós passamos a gostar por herança. E isto é MUITO legal. Até por que, estes tipos de livros são ótimos para fazerem um leitor preguiçoso retomar o seu ritmo de leitura normal - o que vinha acontecendo comigo, e eu me recusava a aceitar.
.
Voltando ao assunto da resenha, logo no começo de ''Louras Zumbis'', eu pensei que o título não passava de uma brincadeira. Até por que, se formos parar para pensar, ''zumbis na High School'' não é um tema exatamente verossímel... Mas aí é que tá? Qual tema nos livros YA's atuais são verossímeis?!
.
E, assim que terminamos, fica bem claro que era esta a intenção do Brian James (com sua foto épicamente FREAK na orelha do livro! Rsrsrs). Em todo o tempo, ele - através de Hannah, a protagonista ''fugitiva'' da trama - faz chacota do assunto. Por mais que pistas estejam lá... qual é, quem vai levar a sério os conselhos de Lukas, um garoto BIZARRO, com uma obsessão MAIS BIZARRA ainda em HQ's de Zumbis?! E tudo parece tão comum: Líderes de Torcidas populares, os Jogaores de Futebol cruéis - mas com aquele que é diferente e se torna o interesse amoroso da personagem principal, a turma que venera os ''pops'', e - é claro - os rejeitados da pirâmide social escolar.
.
Só que é verdade, não uma pegadinha. A cidade é DE FATO controlada por Zumbis sedentos por carne humana. E quando percebemos isto, a história do livro começa a ficar frenética. Eu não conseguia desgrudar das páginas do livro, nem para almoçar, ir no banheiro ou fazer qualquer outra coisa.
.
E foi o que eu fiz, até chegar à ultima página, de fato. E quando cheguei, não acreditei no que os meus olhos estavam lendo. Até por que, o desfecho da trama é INESPERADO, com um gosto forte de amargo - bem ao estilo dos filmes ''B'' de sábado á noite que eu citei aqui mesmo na resenha.
.
E isto me conquistou, mesmo a contragosto. Afinal, TRASH é TRASH... E ou você ama, ou você odeia.
.
Eu amei.
.
O Ponto Alto
.
O Clímax do livro. Pois nós já aceitamos, por mais que sinais nos foram dados, que aquela história de Zumbis não existe. E, quando se prova o contrário, que tudo aquilo estava na nossa cara, mas que não aceitávamos, tudo o que podemos pensar é: P#T@ Merd@... A Casa Caiu!
.
ps: Também tem o momento que a Hannah descobriu que beijou um Zumbi... O que não foi bem uma cena, mas me fez rir MUITO.
.
Momento Desnecessário
.
Bom, apesar de ter adorado a forma como a história foi construída, eu queira que a ''revelação final'' tivesse acontecido alguns capítulos antes. Sei que foi intencional e tal, e nem é uma reclamação ou um ''Momento Desnecessário'' de verdade, mas se Os Acontecimentos tivesses ocorrido ''um pouquinho'' antes, teriamos mais cenas com os Zumbis... E não temos. É a vida.
.
Quem me conquistou?
.
Eu gostei de muitos personagens deste livro: O pai da Hannah, a Hannah, Maggie e as Líderes de Torcida (sim, eu gostei das ''Mean Girls''), do Greg... Mas só um me conquistou - tá isso ficou MUITO Gay. Corrigindo, só com um eu me identifiquei. E o nome dele é Lukas.
.
Se eu fosse um personagem em ''Louras Zumbis'', eu seria ele... Paranóico, Lunático, e TOTALMENTE Sem Noção. Até agora não aceitei o final que ele teve. Foi digno e tal, no contexto geral, mas o Lukas não merecia aquilo!
.
Quem eu odiei?
.
O Xerife, pai da Maggie. Em nenhum momento ele me enganou, e só de ler que ele se aproximava, eu sabia que era encrenca na certa.
.
A Capa
.
Quanto a imagem que estampa a cobertura de ''Louras Zumbis'', vou usar o que a minha colega Lorena disse ao me ver lendo o livro para exemplificar o que sinto em relação à ela: ''Nossa, que capa linda... Mas esta menina na capa dá medo! Parece uma 'boneca assaisna'! Rsrsr''. Sem mais. Cinco ''Cidades de Maplecrets Infestadas de Zumbis'' para Des Sas Christian e sua arte, e para Galera Record que adaptaram por aqui.
.
Minha Playlist
.
Música: Thriller - Artista: Michael Jackson
.
Música dos anos 80 + ''Filme Trash'' legal de se ver + Zumbis = Thriller, de Michael Jackson. Não existe outra resposta para esta equação e, se existir, COM CERTEZA a resposta não é tão legal quanto esta!
.
TÍTULO: Louras Zumbis
TÍTULO ORIGINAL: Zombie Blondes
AUTOR(A): Brian James
EDITORA: Galera Record
NOTA: 8,0

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...