domingo, 9 de janeiro de 2011

Coluna: Julgando Livros Pela Capa #1

Eu sei, eu sei... Tinha prometido esta coluna desde o ano passado - quando o ''Na Minha Estante'' finalmente saiu do hiato de meses e voltou à suas atividades normais. Mas acreditem, pesquisar capas internacionais de um mesmo título pela web é uma das coisas MAIS difíceis que já fiz para este blog.
.
Mas como, para mim, promessa É dívida, aqui está o primeiríssimo ''Julgando Livros Pela Capa''. Tá certo, o nome original seria ''Volta ao Mundo Através dos Livros'', mas o título era MUITO grande... então, como o nome das outras colunas fixas são bem curtinhos, resolvi mudar o título deste aqui.
.
O que importa é que o objetivo continua o mesmo (avaliarmos as capas de uma obra querida, não importa de qual país for), e o post vai surgir por aqui sempre que der - o que espero que seja em um curto espaço de tempo, entre um e outro.
.
Para este nosso ''Julgando Livros Pela Capa'' de estréia, eu escolhi nada mais, nada menos do que a capa de... CALAFRIO! Espero que gostem e comentem o que acharam.
.
.
1º Capa: EUA.
.
Eu simplesmente AMEI esta ilustração. Ela é tão simples e artística, tão a cara da Maggie Stiefveater e seus personagens que... Não tem como não gostar dela! Foi esta capa que me fez procurar sobre o que o livro tratava, e foi com esta capa que eu li ''Shiver'' (o título original de ''Calafrio'') pela a 1ª vez. A versão em Hardcover do livro conta com um ''brilho'' fosco-metalizado na ilustração, e isto é que dá um certo charme à mais para ela.
Simplesmente P-E-R-F-E-I-T-A! *-*
.
.
2ª Capa: BRASIL.
.
Quem leu a resenha que fiz para Calafrio aqui no blog sabe que, no início, eu tive um pouco de birra com esta imagem. Eu gostava TANTO da ilustração americana que me recusava a gostar da nossa. Bom, sem dúvida alguma, uma infantilidade da minha parte. Mas quando o livro chegou aqui em casa e eu finalmente vi a arte AO VIVO, eu não tive outra escolha além de ter que mudar a minha opinião... A foto era belíssima - tão serena e tranquíla, e que conseguia expressar o verdadeiro espíríto do livro de uma forma muito melhor do a original. Um detalhe desta capa que eu gosto é que de um lado a floresta é azul e gélida como o inverno, do outro, é laranja e quente como o verão.
A única coisa que eu não entendi foi o significado das bolinhas que saem do pingo de ''Calafrio'' - mas este é um detalhe que dá para relevar.
.
.
3ª Capa: REINO UNIDO.
.
A capa da terra da Rainha nada mais é do que uma versão ''dark'' da americana. Ao invés dos tons frios utilizados pela Scholastic USA, temos o ''mais do mesmo'' do vermelho-preto-branco consagrado pela Saga Crepúsculo. Só que é aí que entra o problema... ''Calafrio'' pode ser tudo, menos dark. Sei que a intenção foi boa e tal, mas isto meio que matou a arte em si. Para mim, capa e história precisam caminhar de mãos dadas, e isto não aconteceu com ''Shiver'' no Reino Unido.
Uma pena!
.
4ª Capa: FRANÇA
.
Eu não sou muito fã dos trabalhos realizados pelos capistas franceses, mas com ''Frisson'' os caras simplesmente me surpreenderam (não posso dizer ''se superaram'', já que não achei os trabalhos anteriores da galera de lá alguma coisa digna de nota). Eles utilizam o já batido preto-branco, mas (diferente da versão inglesa) conseguiram trazer uma identidade única, que se alia de uma forma mágica  à história do livro.
Tanto a fonte utilizada no título quanto a foto em destaque dos flocos de neves me deixaram caidinho, e me fez eleger a versão francesa como a ''Melhor Capa de Calafrio de Todo o Mundo''!
.
.
5ª Capa: ITÁLIA
.
Para falar a verdade, até agora eu não sei muito bem o que falar sobre a capa italiana de ''Shiver''. A idéia até que é legal - um coração de giz desenhado no concreto, marcado pelas marcas de uma ''patada'' de lobo - porém, contextualizada, a imagem acabou ficando... simples demais, para não falar outra coisa. Eu não diria que a capa é feia (tá, talvez eu ache a arte ''um pouco'' feia!), mas ela é - sem sombra de dúvidas - MUITO ''Sem Graça''.
E Calafrio pode ser doce e romântico e idealizado ao extremo, mas nem por isto ele é uma história ''Sem Graça''.
.
.
6ª Capa: BULGÁRIA
.
Se a capa italiana é ''Sem Graça'', a imagem bulgara de ''Calafrio'' não pode ser classificado de outra forma além de MUITO SEM NOÇÃO! É sério, eu odiei esta capa desde o 1° minuto em que descobri que ela existia... Grace gótica? Não mesmo. E estes olhgos de lobos flutuando no alto floretsa? São de dar medo! Esta capa serviria muito mais para um livro de terror do que para um Romance Sobrenatural para Jovens Adultos. Sem falar que, se vocês não perceberam, a foto da menina sentada no meio da neve é a mesma utilizada na versão brasileira de ''Casa Glass'', da série ''Os Vampiros de Morganville''...
Ultramente FREAK!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...