segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Resenha: Revolução Olimpiana

''Na Minha Estante'' adverte: A resenha a seguir pode conter Spoilers ocasionais da trama abordada... Não que vá interferir em alguma coisa, mas é só para não falarem que eu não avisei!
.
Sinopse:
.
Dessa vez, o livro marca o final da saga Percy Jackson e os Olimpianos, e tem como título: O último Olimpiano. Nesse livro, os mestiços se preparam para a batalha contra os Titãns. O exército de Kronos está mais forte que nunca e começa a invadir Nova York, e apenas Jackson e seu exército poderá pará-lo.
.
O que eu achei?
.
Confesso que relutei MUITO em ler ''O Último Olimpiano''. Não por não gostar da saga criada por Rick Riordan - muito pelo contrário. Na verdade, eu não me sentia nem um pouco preparado para me despedir do Percy, da Annabeth, do Grover, do Olimpo, do Acampamento... de ninguém!
.
Eu comprei o livro assim que ele foi lançado, mas acabou que o li uns três meses depois. A cada resenha que eu acompanhava na blogosfera, mas o meu coração pulava para a boca. Quando finalmente o peguei para ler, eu sabia que tomava um caminho sem volta. Só não esperava que eu fosse gostar tanto desta última viagem.
.
Parando de fazer rodeios, uma coisa que eu tenho que dizer sobre o livro é que ele é o melhor da série. Melhor que ''O Ladrão de Raios'' e ''A Maldição do Titã'' juntos... Diferente de outras séries, Percy Jackson não perde tempo com questões desnecessárias. Em seu volume final, Rick Riordan via direto ao ponto, revela detalhes obscuros sobre o Olimpo logo nos primeiros capítulos e começa a Batalha Final assim que chegamos ao seu meio.
.
Li em alguns lugares que o autor poderia ter se prendido menos no confronto e se preocupado mais na história, porém eu não senti isto. A história estava presente em cada página, mesmo que de pano de fundo uma luta sangrenta se desenrolasse pelas ruas de Nova Iorque.
.
Confesso que, apesar de ser fã da série, nunca me senti receoso pela segurança dos personagens no decorrer dos livros anteriores. Porém, para minha surpresa, isto não aconteceu em ''A Última Batalha''. A cada capítulo, eu segurava minha respiração pela vida de cada um, o perigo mais real e mortal do que nunca, só soltando o ar quando sentia que tudo estava bem de novo.
.
E foi esta a sensação que tive ao virar a última página do livro. Depois de tanta tensão, de tanta adrenalina, de tantas lágrimas (sim, Riordan fez algo que eu nunca esperei que ele fosse capaz: Me fazer chorar!), quando acabamos a história, tudo está bem. É claro que a vida continua... É claro que os monstros ainda podem retornar. Mas, por hora, Percy, Annabeth e todos os outros meio-sangues tiveram o seu ''final feliz''.
.
O Ponto Alto:
.
Este livro tem tantos pontos altos que eu nem sei qual eu escolho como o ''Top of the Top''. Só para se ter uma idéia, em ''O Último Olimpiano'', Morfeu, em um momento pré-batalha, simplesmente coloca Nova Iorque inteira - a Cidade que Nunca Dorme - para dormir; o ''porteiro'' do Empire State, que depois de ser pego pelo Percy lendo Harry Potter em ''O Ladrão de Raios'', desta vez é flagrado lendo Crepúsculo na recepção do edifício; isto sem falar na cena em que Hades emerge das profundezas do Tártaro no meio das ruas de Manhatan, seguido de perto por um verdadeiro exército de Mortos-Vivos. Não tenho outra palavra para descrever estas cenas além de OLIMPIANICAMENTE ÉPICO.
.
Momento Desnecessário:
.
Logo nos primeiros capítulos, somos obrigados a ler uma cena Shipper entre o Percy e a mortal Rachel Elizabeth Dare. Quem me conhece sabe muito bem que a garota simplesmente entrou de cabeça no meu Hall da Fama dos personagens odiosos, e ser obrigado a presenciar à um momento de flerte entre ela e o Cabeça de Alga me enojou, e muito! Com direito à um selinho rápido entre os dois, em todo o momento eu pensava no que a Annabeth poderia pensar se descobrisse aquilo tudo, o que me fez sentir MAIS nojo eterno pelo momento.
.
Sabe Rick, eu te acho o cara, mas esta parte do primeiro capítulo foi mais do que desnecessária. Foi revoltante! (Tá, meu momento ''Team Annabeth'' já acabou...).
.
Quem Me Conquistou?
.
Eu poderia ser bastante clichê e dizer que foi o trio principal da série que me ligou na história... Mas não foi isso o que aconteceu em ''O Último Olimpiano''. Na verdade, quem me conectou neste volume foi o Beckendorf, a Selena, o Nico Di Angelo, a Thalia, a Clarisse, e até o mesmo o Luke. Sim, o ''Bad Guy''! O cara que não cheirava e nem fedia para mim.
.
Na nova trama, são os personagens secundários que roubam a cena e muitas vezes me fizeram torcer por um desfecho diferente. Ainda lembro com pesar de algumas perdas e deslizes cometidos por eles (ULTRA SPOILERS QUE NÃO VOU CONTAR), mas, mesmo assim, eles continuam sendo os meus verdadeiros Heróis do Olimpo.
.
Quem Eu Odiei?
.
Er... Será que preciso repetir? Tá, tudo bem, eu falo de novo: RACHEL ELIZABETH DARE.
.
Ela é metida à ''indie'', atirada e entrusa - três características que não suporto em nenhum personagem. Soma-se à isto o fato de ela ser a antagonista natural da Annabeth e, pimba!, ganhamos uma cia. ULTRA indesejada.
.
Legal, neste volume vemos a real importância dela na história, no final ela finalmente se dá conta do ''porque'' que se ligava tanto no Percy, mas - é sério - será que ela não poderia ter percebido só isto ''um pouquinho'' mais cedo, tipo, à uns dois livros anteriores?!
.
Só tenho uma coisa a dizer para ela: Tarde demais, srta. Dare, Tarde demais!
.
A Capa:
.
Mais uma vez temos uma ilustração de Jonh Rocco estampando a cobertura de um livro de Percy Jackson. Não tenho nem palavras para descrever como o cara é um gênio dos desenhos... Por isto dou ''Cinco Titãs em Fúria Contra o Olimpo'' para a arte dele. É simples e emocionante. Sem Mais.
.
Minha Playlist:
.
Música: Geração Coca-Cola ; Artista: Legião Urbana
.
Pode parecer que eu ''fumei orégano'', mas desde que comecei a ler e desmenbrar a história de cada meio-sangue, sempre esta canção meio que ''tocava'' no silêncio da minha mente. No fundo, cada semi-deus é um ''joguete'' do Olimpo, usados somente quando é necessário. Querendo ou não, eles são ''o futuro'' dos deuses. E foram programados para não contestar as ''regras do jogo''... Bom, era o que todos pensavam até agora, não é mesmo, Percy?!
.
TÍTULO: Percy Jackson & Os Olimpianos - O Último Olimpiano
TÍTULO ORIGINAL: Percy Jackson & The Olimpians - The Last Olimpian
AUTOR (A): Rick Riordan
EDITORA: Intrínseca
NOTA: 10,0

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...