quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Coluna: Meu Carrinho - Edição de Natal '14

.
Natal é uma época incrivelmente maravilhosa e mágica para quem gosta de livros... Pois, é claro, é a época em que mais ganhamos livros. Eu sei que isto pode parecer um pouco ''Material World'' mas, sim, somos desses! Não que, nos últimos Finais de Ano, eu tenha ganhado mais do que comprado - já que, em quesito livros, meus presentes todos ficaram na época da infância ''barra'' adolescência - mas não é por eu ser a exceção da regra que eu vou gostar menos do clima das Festas, não é mesmo?!
.
.
Mesmo ainda me controlando bastante para não comprar nada até a minha pilha de não lidos acabar de vez (Ou quase nada... Sou humano, cometo alguns deslizes. Rs), eu acabei recebendo muita coisa de parceria para mostrar para vocês. E quando eu falo muito, quero dizer MUITO - em caixa alta mesmo, para expressar a enormidade de coisas que chegaram aqui e que mostrei neste nosso último ''Meu Carrinho'' do ano de 2014.
.
Mas vamos ao que interessa de verdade: Já sabem como é o nosso post?  A Coluna ''Meu Carrinho'' nada mais é do que um Book Haul - um vídeo-post inspirado no meme ''Minha Caixa de Correio'', do finado blog literário ''The Story Siren'', onde eu comento um pouco sobre o que recebi aqui em casa, as minhas compras literárias (quando eu compro alguma coisa, né?), e o que achei de cada uma delas. 
.
Agora que fui agraciado com o dom da edição, mesmo o vídeo estando bem (e eu digo BEM) recheado, ele não ficou muito grande. Para falar a verdade, está dando até saudades de fazer vídeos grandes... Ok, isto foi brincadeira, não precisam me olhar deste jeito!  Enfim, espero que gostem... E não se esqueçam de comentar, ok?!
.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Coluna: Diários de Leitura #33

.
Depois de onze edições, chegamos ao último episódio da ''terceira temporada'' do Diários de Leitura. O ''The Last One'' Wrap Up do ano... Sim, sei que estou sendo meio dramático e para lá de piegas. Mas a questão é: Dezembro, para mim, é a melhor época do ano. Ponto. Gosto desta ideia de encerramento de um ciclo, da esperança do novo que está por vir - e de todos aqueles presentes, das confraternizações, da Ceia, dos Fogos de Artifício...
.
Enfim, admito: Sou uma pessoa Natalina.
.
.
Dito isto, vamos ao que interessa... As leituras do mês. Para quem não conhece, O Diários de Leitura é um post que foi livremente inspirado na coluna ''Resumo da Semana'', do blog Mon Petit Poison - onde eu falo um pouquinho sobre o que eu li durante o mês e sobre os livros resenhados no Canal.
.
Neste penúltimo mês de 2014, eu praticamente me superei: finalizei 13 leituras, entre livros físicos e digitais. O que significa que o vídeo está enorme... É claro. Para ser mais exato, ele tem a mesma duração da coluna do mês passado - algo em torno de 20 minutos. O que é um feito, vamos considerar, já que eu realmente falei bastante de cada livro lido. Afinal, vocês me conhecem! Mas enfim, espero que gostem, e não deixem de comentar. '')
.

domingo, 30 de novembro de 2014

Resenha: A Namorada do Meu Amigo

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Quando voltou das férias de verão, Cadu não imaginava a confusão em que a sua vida se transformaria. Era para ser um ano normal, mas ele entrou em uma enrascada e está correndo o risco de perder a amizade do cara mais legal do mundo. O que fazer quando a namorada do seu amigo vira uma obsessão para você? 
.
Os churrascos da turma da faculdade talvez ajudem a esquecer Juliana, e, se depender do esforço do divertido Caveira, não faltarão garotas gente boa para preencher o coração de Cadu. Mas não adianta forçar... Quem consegue mandar no coração? Alice, a irmã de Beto, é só mais uma das dores de cabeça que Cadu tem que enfrentar. A vida inventa cada cilada!
.
O que eu achei?
.
Falar sobre ''A Namorada do Meu Amigo'' vai ser uma tarefa difícil. Pelo menos, para mim. Pois, se teve um livro que eu lutei para abaixar as minhas expectativas, este com certeza ganharia em primeiro lugar. Vejam bem, ''Até Eu Te Encontrar'' - o primeiro livro da autora que eu li, e que também é um Novo Adulto contemporâneo - foi um dos meus Bookcrushes do ano passado... Não só isto, acho que ele é um dos livros mais legais e incríveis da minha estante - e se eu tiver a oportunidade de indicar ele para alguém, com certeza eu vou fazer. Logo, a pressão sobre ''Namorada'' era grande e muito injusta, eu confesso. O peso para ele conseguir sair da sombra de seu antecessor era assustador, por isso preferi esperar tanto para ler - mesmo recebendo o exemplar da editora logo que o livro foi lançado, em agosto.
.
Entretanto, mesmo levando todo este tempo para ler o livro... Eu esperava que o livro fosse incrível. Eu esperava de verdade que fosse gostar da história, das situações, e - principalmente - dos personagens. Pois esta, sem sombra de dúvidas, foi uma característica que marcou muito a minha leitura de ''Até Eu Te Encontrar'': eu me encantei por cada um. Me divertia com eles, torcia por eles e queria ser amigo deles. Então, mesmo que colocasse na minha cabeça que a história poderia não ser tão marcante quanto a do seu antecessor (pois, pela sinopse, podemos perceber um clima muito mais leve), eu queria de verdade que a turma de Rio das Pitangas me conquistasse tanto quanto Flávia, Luigi e todos os outros.
.
Infelizmente, não foi o que aconteceu.
.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Resenha: Para Onde Ela Foi

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos, e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado. 
.
Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.
.
O que eu achei?
.
Falar sobre ''Para Onde Ela Foi'', sem comentar sobre ''Se Eu Ficar'' é praticamente impossível... Este livro é, em sua essência, a conclusão da história imediatamente iniciada no volume anterior - e por isso estava tão ansioso para colocar as minhas mãos nele. Para quem leu (ou assistiu) à minha resenha do primeiro livro da série, sabe que eu gostei da trama criada por Gayle Forman - mas, em compensação, ela não atingiu tudo o que eu esperava dela. Justamente por esta pausa temporal que temos ao fim do livro, nos contando o que acontece mas não as suas consequências. 
.
Na primeira história, narrada por Mia em seu limbo de quase morte, nós entendemos o seus dilemas entre partir ou ficar, conhecemos a vida amorosa que a garota possuía com a família e como ela conhece Adam. Porém, com todos os desdobramentos que acontecem no encerramento de ''Se Eu Ficar'', o relacionamento dos dois fica em completo suspenso - para conhecer a sua conclusão somente em ''Para Onde Ela Foi''. Pois, para mim, é este o sentimento que o segundo livro deixa - não só na história, como também para os leitores: Uma conclusão.
.

sábado, 15 de novembro de 2014

Lista: 5 Traduções #Fails

.
Hey, pessoas... Sim, vocês não viram errado. Podem ficar tranquilos que isto não é uma miragem. Eu estou realmente me esforçando para atualizar o blog mais vezes do que o habitual (neste ano de 2014). Depois de muito, MUITO tempo sem postar os vídeos do canal (além do "Diários de Leitura" e do "Meu Carrinho") por aqui, hoje eu volto aqui mais uma vez - renovado e das cinzas, como uma Fênix - trazendo para vocês a nossa última Lista publicada...
.
Eu poderia inventar um monte de desculpas, dizer que não tinha tempo para alinhar o Canal com o blog, mas a verdade é que tudo isto seria uma mentira deslavada. Eu não publicava por aqui pois ''hey, eu já tinha publicado no canal''. Então, batia a minha velha e rotineira preguiça. Sim, esta é triste e cruel realidade, mas quem me conhece e acompanhou ao longo destes quatro anos não vai se surpreender muito, né?!
.
.
O vídeo de hoje era um que eu queria fazer à muito tempo atrás (mas que, por algum motivo, só saiu do ''papel'' agora). De tempos em tempos, somos agraciados com notícias sobre alguns livros que tanto ansiamos ter em mãos, e esta alegria se multiplica quando os direitos são vendidos e o anúncio de que aquele ''queridinho'' vai chegar no Brasil nos atinge. Mas, em alguns casos... Isto é o começo de um pesadelo. Pois, como se fossem trolls, algumas editoras parecem maquinar com uma força descomunal para fazer com que o livro não seja levado à sério por aqui. E, quais seriam suas principais armas? A tradução do título.
.
Sei que, em muitos casos, traduzir fielmente (ou mantendo o espírito da história) é uma arte. Em alguns exemplos, o mais comercial não vai exatamente agradar à todos os leitores. Mas, em outros, parece que tudo não passou de birra. Às vezes, o título nem precisava ser traduzido, ou tinha uma tradução fácil... Mas, mesmo assim, alguns editores (Oh, criaturas invisíveis) fazem de tudo para nos dar as piores e mais sem noções adaptações.
.
Dentre vários exemplos bizonhos, eu escolhi cinco livros presentes na minha estante que foram ''porcamente'' traduzidos... O top 5 dos bizarros. Aqueles que são a epítome da falta de senso, para qualquer leitor. Mas sintam-se à vontade para acrescentar mais nomes nos comentários. Vou adorar saber até que ponto podemos chegar (e eu sei que é longe... Acreditem em mim!).
.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...