segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Resenha: Para Onde Ela Foi

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos, e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado. 
.
Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.
.
O que eu achei?
.
Falar sobre ''Para Onde Ela Foi'', sem comentar sobre ''Se Eu Ficar'' é praticamente impossível... Este livro é, em sua essência, a conclusão da história imediatamente iniciada no volume anterior - e por isso estava tão ansioso para colocar as minhas mãos nele. Para quem leu (ou assistiu) à minha resenha do primeiro livro da série, sabe que eu gostei da trama criada por Gayle Forman - mas, em compensação, ela não atingiu tudo o que eu esperava dela. Justamente por esta pausa temporal que temos ao fim do livro, nos contando o que acontece mas não as suas consequências. 
.
Na primeira história, narrada por Mia em seu limbo de quase morte, nós entendemos o seus dilemas entre partir ou ficar, conhecemos a vida amorosa que a garota possuía com a família e como ela conhece Adam. Porém, com todos os desdobramentos que acontecem no encerramento de ''Se Eu Ficar'', o relacionamento dos dois fica em completo suspenso - para conhecer a sua conclusão somente em ''Para Onde Ela Foi''. Pois, para mim, é este o sentimento que o segundo livro deixa - não só na história, como também para os leitores: Uma conclusão.
.

sábado, 15 de novembro de 2014

Lista: 5 Traduções #Fails

.
Hey, pessoas... Sim, vocês não viram errado. Podem ficar tranquilos que isto não é uma miragem. Eu estou realmente me esforçando para atualizar o blog mais vezes do que o habitual (neste ano de 2014). Depois de muito, MUITO tempo sem postar os vídeos do canal (além do "Diários de Leitura" e do "Meu Carrinho") por aqui, hoje eu volto aqui mais uma vez - renovado e das cinzas, como uma Fênix - trazendo para vocês a nossa última Lista publicada...
.
Eu poderia inventar um monte de desculpas, dizer que não tinha tempo para alinhar o Canal com o blog, mas a verdade é que tudo isto seria uma mentira deslavada. Eu não publicava por aqui pois ''hey, eu já tinha publicado no canal''. Então, batia a minha velha e rotineira preguiça. Sim, esta é triste e cruel realidade, mas quem me conhece e acompanhou ao longo destes quatro anos não vai se surpreender muito, né?!
.
.
O vídeo de hoje era um que eu queria fazer à muito tempo atrás (mas que, por algum motivo, só saiu do ''papel'' agora). De tempos em tempos, somos agraciados com notícias sobre alguns livros que tanto ansiamos ter em mãos, e esta alegria se multiplica quando os direitos são vendidos e o anúncio de que aquele ''queridinho'' vai chegar no Brasil nos atinge. Mas, em alguns casos... Isto é o começo de um pesadelo. Pois, como se fossem trolls, algumas editoras parecem maquinar com uma força descomunal para fazer com que o livro não seja levado à sério por aqui. E, quais seriam suas principais armas? A tradução do título.
.
Sei que, em muitos casos, traduzir fielmente (ou mantendo o espírito da história) é uma arte. Em alguns exemplos, o mais comercial não vai exatamente agradar à todos os leitores. Mas, em outros, parece que tudo não passou de birra. Às vezes, o título nem precisava ser traduzido, ou tinha uma tradução fácil... Mas, mesmo assim, alguns editores (Oh, criaturas invisíveis) fazem de tudo para nos dar as piores e mais sem noções adaptações.
.
Dentre vários exemplos bizonhos, eu escolhi cinco livros presentes na minha estante que foram ''porcamente'' traduzidos... O top 5 dos bizarros. Aqueles que são a epítome da falta de senso, para qualquer leitor. Mas sintam-se à vontade para acrescentar mais nomes nos comentários. Vou adorar saber até que ponto podemos chegar (e eu sei que é longe... Acreditem em mim!).
.

domingo, 9 de novembro de 2014

Resenha: Louco por Você

.
''Na Minha Estante'' Assegura: A resenha a seguir está completamente livre de Spoilers... Leia sem Moderação e divirta-se!
.
Sinopse:
.
Nell e Kyle são amigos desde a infância. Sempre fizeram tudo juntos, então ela nem se lembra de quando se tornaram realmente um casal. Quando Kyle morre da forma mais repentina, o mundo de Nell é lançado em um abismo de incertezas e dor. É quando Nell conhece Colton, irmão de Kyle e até então um completo desconhecido para ela. 
.
Estranhamente, é como se Colton a conhecesse há muito tempo... é como se ele a conhecesse por dentro. Ambos passam, então, a lutar para seguir em frente da melhor maneira possível. Nell, sufocada pelo peso da culpa. Colton, lutando contra a força que o arrasta em direção a ela... Cada um à sua maneira, os dois precisam desesperadamente encontrar o sentido da cura e do perdão. 
.
Em Louco por Você, Jasinda Wilder combina o calor do desejo com a angústia, a perda da inocência, o luto e as tentativas de recomeço. O resultado é uma viagem ao mesmo tempo sensual e melancólica que ficará gravada em sua pele muito tempo depois que esta história terminar.
.
O que eu achei?
.
''Louco Por Você'' foi uma das leituras mais conflituosas que eu tive neste ano. E isto é um fato. Ao mesmo tempo em que gostei da história e da proposta apresentada pela Jasinda Wilder, eu não curti muitos detalhes presentes nela; Ao mesmo tempo em que foi uma leitura fluída e em alguns pontos bastante gostosa, em certos momentos, eu me arrastava para ler e  eu não queria nem pegar o livro. Foi uma semana repleta de altos e baixos, de picos e quedas - como uma verdadeira montanha russa emocional (e não no melhor sentido da expressão). 
.
Boa parte desta minha indecisão com relação à ''Louco Por Você'' surge exatamente pela forma como a história foi apresentada para mim. Pois, ao nos contar a vida da jovem Nell e da relação dela com os irmãos Kyle e Colton Calloway, a autora nos conduz por duas tramas narradas de formas bem distintas: o passado da garota com o rapaz mais novo e menino de ouro da família (esta parte sendo finalizado de forma trágica), e o começo da relação de amor dela com o mais velho e ovelha negra (esta sim, desde a primeira frase do livro, sendo apontado para o leitor como a linha principal). 
.

sábado, 8 de novembro de 2014

Coluna: Meu Carrinho #50

.
Hey, pessoal! Como eu disse para vocês, Outubro foi um mês recheado... Mas não apenas de leituras. Pois sim, mesmo estando ainda na minha dieta de não comprar livros (Deus sabe o quanto isto está sendo difícil! Rs), eu também recebi bastante coisa aqui em casa nas últimas semanas. A maioria de parceria, é lógico, mas também alguns presentes que me fizeram dar pulinhos e sair girando pela casa (não que eu tenha feito isto... Quero dizer, não fora da minha cabeça.).
.
Só que, além disto, o mais importante é: Este é o nosso ''Meu Carrinho'' de número 50. Sim, já passou isto tudo. E o tempo passou rápido, por mais incrível que pareça. Eu confesso que - há quatro anos atrás - eu não imaginaria que conseguiria levar o ''Na Minha Estante'' por tanto tempo... Mas aqui estamos, firmes e fortes. Alguns se foram e outros chegaram. Mas vamos brindar esta marca e comemorar (e já entrar no clima de festas, pois sou muito desses! Rs).
.
.
Mas vamos parar com o meu tradicional "mimimi" e ir ao que interessa de verdade: Já sabem como é o nosso post?  A Coluna ''Meu Carrinho'' nada mais é do que um Book Haul - um vídeo-post inspirado no meme ''Minha Caixa de Correio'', do finado blog literário ''The Story Siren'', onde eu comento um pouco sobre o que recebi aqui em casa, as minhas compras literárias (quando eu compro alguma coisa, né?), e o que achei de cada uma delas. 
.
Enfim, mesmo estando bem gordinho (a coluna... Não eu, ok? Sem gracinhas! u.u), parece que finalmente fui agraciado com o dom de contar tudo o que eu tenho que falar em menos de dez minutos. O que é para agradecer todos os dias. Enfim, espero que gostem... E não se esqueçam de comentar, ok?!
.

sábado, 1 de novembro de 2014

Coluna: Diários de Leitura #32


Depois de dois longos meses seguidos de um ritmo bastante lento para leituras, Outubro chegou completamente... Movimentado! A minha intenção inicial era fazer um mês focado apenas em livros cuja temática envolviam o ''fantástico'' ou o ''horror'' (para entrar no clima de Dia das Bruxas,e etc), mas - como todos já devem estar mais carecas de saber - eu nunca sigo as minhas próprias metas. Entretanto, mesmo com este porém, eu consegui recuperar o meu ritmo, e o resultado é um vídeo de ''Diários de Leitura'' bem recheado!
.
.
Sim, podem comemorar... Pois o bichinho deu trabalho! São vinte minutos de Wrap Up que tomaram quase a minha quinta-feira inteira - entre edição, gravação e etc. E não estou dizendo isto para choramingar ou alguma coisa do tipo, e sim para falar que: Nossa, seu trabalho. Acho que foi o vídeo que gravei que mais me deu trabalho (e o mais engraçado é que ele nem é o maior...). Coisas da Vida. Mas vamos ao que interessa. Vamos ao post!
.
O Diários de Leitura é um post que foi livremente inspirado na coluna ''Resumo da Semana'', do blog Mon Petit Poison - onde eu falo um pouquinho sobre o que eu li durante o mês e sobre os livros resenhados no Canal.
.
Wrap Up de Outubro de 2014.
.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...